Páginas

Pesquisar este blog

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Com bloqueio de verbas, 13 ministérios correm risco de apagão até setembro

Paulo Guedes e sua equipe teriam apresentado a Rodrigo Maia (DEM-RJ) um plano para conseguir R$ 20 bilhões em receitas© ANDRE COELHO/ESTADAO Paulo Guedes e sua equipe teriam apresentado a Rodrigo Maia (DEM-RJ) um plano para conseguir R$ 20 bilhões em receitas
Um grupo de 13 ministérios e órgãos do governo federal está com a faca no pescoço e deve entrar entre agosto e setembro num quadro de “apagão” pela penúria de recursos. Outros nove ministérios estão em situação apertada e começarão a ter que “desligar” serviços e programas por falta de dinheiro entre outubro e novembro, mostra levantamento feito pelo Estado com base no que foi autorizado em gastos do orçamento de cada órgão.
Os ministérios e órgãos em situação mais crítica são os de Infraestrutura, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Advocacia-Geral da União, Minas e Energia, Defesa, Ciência, Tecnologia, Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Cade, Controladoria-Geral da União, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e Desenvolvimento Regional.
Há risco de desligamento também de serviços da Receita e atrasos maiores no Minha Casa, Minha Vida. Na faixa 1 (para famílias com renda de até R$ 1,8 mil) do programa habitacional, o atraso dos pagamentos subiu para 70 dias. O nível de comprometimento de despesas na Antaq já chega a 99,9%. Ou seja, o agência terá dificuldade para contratar novos gastos.
Segundo apurou o Estadão/Broadcast, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e sua equipe, em reunião na quarta-feira, apresentaram ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e a um grupo de deputados um plano para conseguir R$ 20 bilhões em receitas para desafogar o Orçamento e conseguir dar um socorro aos ministérios.
Maia já tinha alertado para a gravidade da situação: ou o governo aumenta a receita em 40 dias ou terá que propor a mudança da meta fiscal, que hoje permite déficit de até R$ 139 bilhões, para conseguir desfazer uma parte do contingenciamento e evitar uma situação de caos, com paralisação de serviços, situação conhecida com “shutdown”.
A reportagem apurou que Guedes é contra a mudança de meta e está buscando ampliar as receitas rapidamente, o que inclui a antecipação de pagamentos de R$ 13 bilhões em dividendos pelo BNDES e pela Caixa. Outras medidas estão sendo pensadas para evitar o apagão, como o uso de reservas e “arrecadação extra”.
O problema para o governo é o tamanho do bloqueio, que já chega a R$ 34 bilhões. Ele pode aumentar em setembro porque o desempenho Produto Interno Bruto (PIB) não tem reagido, o que tem obrigado o governo fazer seguidas redução da previsão de receitas.

‘Escancarar’

A estratégia traçada pelo ministro Paulo Guedes é “escancarar” a situação. Portaria do Ministério da Economia, publicada na quinta-feira, 22, prevê desde a limitação do expediente dos funcionários até a suspensão do tradicional cafezinho servido na pasta para priorizar sistemas de atendimento ao cidadão, como os da Receita Federal e do INSS. O órgão que paga as aposentadorias e pensões deve ficar sem dinheiro para quitar a conta de luz já a partir de setembro.
O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, e o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, têm sido os principais porta-vozes do quadro dramático que vive a Esplanada. Planos de contingência estão sendo feitos pelos ministérios. O presidente Jair Bolsonaro já foi avisado da situação e tem, em seguidas entrevistas, apontado para a falta de dinheiro.
O levantamento do Estado mostra que, se nada for feito até setembro, quando haverá a necessidade legal da terceira revisão do Orçamento, um novo bloqueio poderá ser necessário.
Segundo um integrante da equipe econômica, o dilema é que o governo espera mais dinheiro no final do ano com o megaleilão de petróleo, marcado para novembro, mas precisa sobreviver até lá. O dinheiro que está preso por conta do fenômeno do “empoçamento”, quando os ministérios não conseguem executar um conjunto de gastos carimbados apesar da verba disponível, não pode ser usado para aliviar o contingenciamento.
Com parte de seus recursos contingenciada, o Exército poderá ser obrigado a dispensar pelo menos 25 mil dos 80 mil recrutas no início de outubro, antecipando a primeira baixa, que estava prevista para dezembro.

Outro lado

A maioria dos ministérios e órgãos que estão na situação mais crítica confirmaram que já comprometeram a maior parte do Orçamento disponível para este ano.
O Ministério do Desenvolvimento Regional, que opera o Minha Casa Minha Vida, informou que tem trabalhado junto com a Casa Civil, a Presidência e o Ministério da Economia para ampliar os limites de gastos. Segundo a pasta, o bloqueio “não afeta consideravelmente o custeio da administração”, mas reconheceu que já encerrou contatos de terceirização para reduzir despesas internas. Os recursos disponíveis, disse o MDR, têm sido distribuídos conforme estudos de demanda, priorização de programas e andamento de projetos e obras.
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) confirmou que, da autorização de R$ 137,47 milhões, já comprometeu R$ 114,5 milhões, o equivalente a 83% do orçamento. No entanto, o órgão afirma que as despesas já pagas estão em R$ 67,5 milhões e ainda há disponibilidade de quase metade do valor, o que diminui a necessidade de empenhar novos gastos até o fim de 2019. Nos últimos anos, a Anac afirma que reduziu gastos com aluguéis, apoio administrativo, condomínio, transporte e limpeza, poupando R$ 51,7 milhões.
O Ministério da Infraestrutura afirmou que já enxugou postos de trabalho e fundiu secretarias, obtendo economia de R$ 14,5 milhões. “Além dessa reestruturação, a revisão de contratos e o corte de gastos com diárias e passagens devem elevar essa economia a R$ 26,2 milhões”, disse.
O Ministério da Defesa e as Forças Armadas informaram que ainda trabalham com a possibilidade de liberação dos recursos bloqueados. “No entanto, estudam alternativas caso se prolongue o referido bloqueio”, disse a nota, sem informar detalhes.
A AGU informou que tem adotado diversas medidas para cortar despesas, como substituição da vigilância física por eletrônica, diminuição de serviços de copa e de alugueis de veículos, além de renegociar aluguéis de imóveis. A economia chegará a pelo menos R$ 32,2 milhões até o fim do ano, segundo o órgão.
O Cade confirmou que já comprometeu R$ 26,9 milhões dos R$ 30,9 milhões que estão disponíveis após o contingenciamento – o equivalente a 87% do orçamento liberado. A lei orçamentária autorizou R$ 42,29 milhões, dos quais R$ 11,4 milhões foram bloqueados. “Ressaltamos que o Cade é um dos órgãos com menor orçamento da estrutura da administração e que a autarquia é parcimoniosa na utilização dos recursos públicos à disposição”, diz a nota.
A Aneel informou que o orçamento destinado à agência em 2019 “é suficiente para custear as atividades de fiscalização, ouvidoria, os convênios com as agências estaduais, bem como as demais atividades da Aneel até o fim do ano”. “Estamos concentrando esforços para reduzir despesas, de modo a não usar o limite disponível”, informou em nota. No ano passado, a agência diz ter economizado R$ 18 milhões.
Em nota, a Controladoria-Geral da União (CGU) afirmou que tem a preocupação constante de economizar e usar de forma "otimizada" os recursos públicos. "Em momentos de contingenciamento, o órgão aprimora ainda mais essa conduta, com a revisão dos custos e das contratações", diz a nota. O órgão citou exemplos de cortes adotados, como contrato de copeiragem e fornecimento de café.
Procurados no fim da tarde de de quinta-feira, 22, os demais órgãos em situação mais crítica não responderam até o fechamento deste texto.
Adriana Fernandes e Idiana Tomazelli
Estadão
fonte:msn
“Dona”: Maria da Paz descobre que Jô pode ser psicopata
© TV Globo
Marlene (Suely Franco) abrigou Maria da Paz (Juliana Paes) depois que Josiane (Agatha Moreira) a expulsou da mansão. A aposentada, que sempre suspeitou que a garota não era flor que se cheire, está empenhada em ajudar a boleira a entender o que se passa na cabeça da filha.
Para isso, ela procura uma velha conhecida: Linda (Rosamaria Murtinho), que conheceu Marlene quando trabalhavam como professoras. A mãe de Beatriz (Natália do Vale) fica surpresa quando a amiga lhe procura para convencê-la a conversar com Maria da Paz: “Falar com a Maria da Paz?”
“Sim, porque acabei de contar tudo que a filha dela fez e pensei que você, que acabou estudando mais que eu… e não ficou contente em ser só professora…”, argumenta Marlene.
“Depois que a minha filha casou, eu fiz uma pós-graduação. Mas nunca exerci psicologia”, explica Linda.
Marlene diz que acredita que os estudos de Linda podem esclarecer a cabeça de Maria da Paz. A madame aceita e as duas vão ao encontro da boleira. Maria fica feliz com a presença da ricaça: “A Marlene diz que você é capaz de entender o que aconteceu.”
“Fiz pós-graduação em Psicologia, nunca exerci. Mas quando a Marlene contou sobre sua filha… eu cheguei a uma conclusão”, avisa a mãe de Beatriz.
Linda diz que Josiane parece ter um tipo de doença mental, e Maria da Paz quer saber mais.
“Não vou me atrever a fazer um diagnóstico completo, mas tudo indica que ela é uma psicopata”, dispara Linda.
LUCAS BRANDÃO
Famosidades
fonte:msn
A Dona do Pedaço: Beatriz descobre traição de Otávio
Slide 1 de 10: Em A Dona do Pedaço, após anos desconfiando das puladas de cerca do marido, Beatriz (Natália do Vale) teve certeza da infidelidade de Otávio (José de Abreu). Tudo acontece quando ela escuta uma conversa do marido com Vivi (Paolla Oliveira), que já descobriu a relação do pai com Sabrina (Carol Garcia).
Preocupada com o clima tenso entre Otávio e Vivi, que não tolera as armações do pai, Beatriz trata de levar um suco aos dois para levantar o astral. No entanto, ela ouve o que mais temia: que Otávio engravidou Edilene (Cynthia Senek), obrigou-a a abortar, e arrumou outra amante. Sem chão, a madame derruba a bandeja que carregava e os dois percebem que ela sacou tudo.
Otávio pede que os dois conversem, insiste que ama a mulher, que sempre a amou, mas Beatriz não lhe dá ouvidos:
“A gente não tem que conversar. Eu sempre me fiz de surda, de muda, de cega. Amor estranho o seu, Otávio… Amor estranho, que não tem nenhum respeito por mim.”
Vivi e Linda tentam interceder, e a madame desaba:
“Todo mundo aqui nesta casa me protegeu, a vida toda. A minha felicidade era fingir, não perceber que meu marido tinha amantes?… A minha felicidade era fazer cara de paisagem cada vez que ele dizia que estava atrasado na empresa, que tinha reunião? Não quero mais viver a mentira em que se transformou meu casamento.”
Pela primeira vez, Beatriz toma uma atitude e decide ir embora. No entanto, Vivi sugere que Otávio deixe a casa e Beatriz concorda:
“Ou vai você ou vou eu. Saber que era pai do filho daquela moça que morreu…é a última gota. Eu sempre soube, mas não queria saber. Eu via os olhos do pai dela, sofrendo… e fingia que não era comigo. Que tipo de monstros nós somos que fingimos que não têm nada a ver conosco a dor de um pai?”
Sensibilizada com a dor de Beatriz, Vivi consola a mãe:
“Mãe. Eu… sabia do meu pai, mas não queria que você sofresse. Agora ele chegou longe demais, e eu tava disposta a fazer ele voltar atrás, e não te desrespeitar nunca mais. Só que você ouviu tudo. Me perdoa. Não vou deixar meu pai ser mesquinho com você. Eu ganho muito com a internet, tenho meu dinheiro. Não vai te faltar nada, mãe. Eu te amo! Eu te amo!”
Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS
TV Globo

Em A Dona do Pedaço, após anos desconfiando das puladas de cerca do marido, Beatriz (Natália do Vale) teve certeza da infidelidade de Otávio (José de Abreu). Tudo acontece quando ela escuta uma conversa do marido com Vivi (Paolla Oliveira), que já descobriu a relação do pai com Sabrina (Carol Garcia).
Preocupada com o clima tenso entre Otávio e Vivi, que não tolera as armações do pai, Beatriz trata de levar um suco aos dois para levantar o astral. No entanto, ela ouve o que mais temia: que Otávio engravidou Edilene (Cynthia Senek), obrigou-a a abortar, e arrumou outra amante. Sem chão, a madame derruba a bandeja que carregava e os dois percebem que ela sacou tudo.
Otávio pede que os dois conversem, insiste que ama a mulher, que sempre a amou, mas Beatriz não lhe dá ouvidos:
“A gente não tem que conversar. Eu sempre me fiz de surda, de muda, de cega. Amor estranho o seu, Otávio… Amor estranho, que não tem nenhum respeito por mim.”
Vivi e Linda tentam interceder, e a madame desaba:
“Todo mundo aqui nesta casa me protegeu, a vida toda. A minha felicidade era fingir, não perceber que meu marido tinha amantes?… A minha felicidade era fazer cara de paisagem cada vez que ele dizia que estava atrasado na empresa, que tinha reunião? Não quero mais viver a mentira em que se transformou meu casamento.”
Pela primeira vez, Beatriz toma uma atitude e decide ir embora. No entanto, Vivi sugere que Otávio deixe a casa e Beatriz concorda:
“Ou vai você ou vou eu. Saber que era pai do filho daquela moça que morreu…é a última gota. Eu sempre soube, mas não queria saber. Eu via os olhos do pai dela, sofrendo… e fingia que não era comigo. Que tipo de monstros nós somos que fingimos que não têm nada a ver conosco a dor de um pai?”
Sensibilizada com a dor de Beatriz, Vivi consola a mãe:
“Mãe. Eu… sabia do meu pai, mas não queria que você sofresse. Agora ele chegou longe demais, e eu tava disposta a fazer ele voltar atrás, e não te desrespeitar nunca mais. Só que você ouviu tudo. Me perdoa. Não vou deixar meu pai ser mesquinho com você. Eu ganho muito com a internet, tenho meu dinheiro. Não vai te faltar nada, mãe. Eu te amo! Eu te amo!”
Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS
Jetss
fonte:msn

A Dona do Pedaço: Jô fica pobre e pede ajuda para comprar comida

jo pobrejo pobre
O mundo não gira, ele capota! Depois de roubar Maria da Paz (Juliana Paes) e torrar a maior parte da grana da mãe,  Jô fica pobre e se vê forçada a pedir ajuda à Ellen (Rosane Gofman) pra comprar comida.
Se você ficou possessa ao ver as cenas em que a vilã-mor humilha Maria e a expulsa da própria casa, fica tranquila porque a maré vai virar, viu!
De acordo com o colunista Daniel Castro, a coisa vai começar a ficar feia pro lado da megera depois que Maria da Paz e Teo (Rainer Cadete) se unirem para fazê-la perder toda a grana roubada.
 © divulgação/Rede Globo 
Com um jeitão de quem não quer nada, o fotógrafo ginge que perdoou a blogueira e a incentiva a investir em um negócio ilegal de venda de joias, que está mais falido do que a gente no final do mês. Com o dinheiro indo água a baixo, Jô  (Agatha Moreira) também é obrigada a vender  a fábrica de bolo a preço de banana para Fabiana (Nathalia Dill), que mostra as provas que a incriminam do assassinato do mordomo Jardel (Duio Botta).
Sem um real no bolso, a patricinha pede dinheiro a Amadeu (Marcos Palmeira) mas ouve um belíssimo “não” do próprio pai.  Depois da humilhação, Josiane volta para a mansão e pede que Ellen lhe empreste a grana pro mercado.
Que fase, né? Nada como um dia após o outro! 
Alto Astral
fonte:msn

CNN mostra Mari Palma aprendendo a ser jornalista na faculdade

© Instagram
A CNN Brasil usou as redes sociais, nesta quinta-feira (22), parar compartilhar um clique de Mari Palma. No registro, a agora apresentadora aparece aprendendo a ser jornalista quando ainda estava na faculdade.
“O #tbt [throwback Thursday – dia em que se posta uma foto antiga] de hoje da CNN Brasil é da nossa apresentadora Mari Palma! Neste registro de 2007, Mari dá seus primeiros passos à frente das câmeras, ainda na faculdade”, diz a legenda da imagem.
E continua: “Na foto, atrás dela, está um cenário de chroma key, estrutura usada em estúdios de TV e que servem para inserir imagens virtuais atrás do apresentador”.
Vale lembrar que Mari deixou de ser repórter da TV Globo em julho deste ano para se tornar apresentadora da emissora recém-chegada ao Brasil.
KLEBER SALLES
Famosidades
fonte:msn

Val Marchiori revela que é uma das participantes de ‘A Fazenda 11’


A socialite Val Marchiori© Mário Rodrigues/VEJA A socialite Val Marchiori
A próxima edição do reality show A Fazenda, da Record, já tem pelo menos uma participante confirmada – ou melhor: autodeclarada. “Vou, sim”, revela a socialite Val Marchiori a VEJA quando indagada se estaria entre os selecionados para participar de A Fazenda 11.
A emissora anunciou esta semana que o programa estreará no dia 17 de setembro e pelo segundo ano consecutivo será comandado pelo apresentador Marcos Mion. O reality show distribuirá R$ 2 milhões em prêmios, sendo R$ 1,5 milhão para o vencedor.
Ainda não foi divulgada a lista de participantes do reality. Mas uma suposta seleção de participantes vem circulando em grupos de Whatsapp e no Twitter. Além de Val Marchiori, constam do levantamento apócrifo um rol de sub-celebridades que inclui Jesus Luz (ex de Madonna e modelo), Suelem Cury (a “Mulher Pera”), Sylvia Design (a empresária que ficou famosa por se vestir de Mulher-Gato para vender móveis na TV), David Brazil (amigo de famosos e promoter), Jojo Todynho (funkeira) e Aline Uva (outra mulher-fruta e finalista do concurso Miss Bumbum 2018).
Por meio de mensagens, tanto Sylvia Design quanto Suelem Cury negaram que irão participar de A Fazenda 11.. “Eu queria muito ir, mas não me falaram nada, quem sabe fica para uma próxima?”, disse Suelem. Mas, segundo uma fonte ouvida pela reportagem sob a condição de anonimato, Jesus Luz e Jojo também estariam confirmados na atração.
Há um ano, ironicamente, Val proclamou que “nunca” iria participar de um programa como A Fazenda. “Não é o meu perfil de reality show. Quase todo ano sou convidada”, disse à época no programa Superpop, comandado por Luciana Gimenez na Rede TV!.
Procurada pela reportagem, a Record disse que “não confirma e nem nega” a veracidade da lista das redes sociais. “Nossa posição é não comentar a seleção de participantes até a estreia”, disse a assessora de imprensa do programa.
Eduardo F. Filho
VEJA.com
fonte:msn

Galvão Bueno comemora aniversário da esposa: “Razão do meu viver”

© Reprodução/Instagram
Galvão Bueno, principal narrador da TV Globo, usou as redes sociais nesta quinta-feira (22) para dar parabéns a esposa Desireé, que completa 50 anos de vida.

“Desirée minha Princesa!! Meu grande amor!! Obrigado por existir e ser tão Especial!! Por ser a razão de meu viver!! Feliz aniversário!! Que Deus te abençoe sempre!! 
e Amo!! SALUD Y PLATA”, afirmou o narrador, que está casado com a mulher há 18 anos.
O relacionamento de Galvão e Desireé rendeu um filho, Luca, de 18 anos. Ela ainda é mãe de Leonardo, de 25, fruto de um casamento antigo. Galvão, por sua vez, também é pai de outros três filhos, Cacá, de 43, Letícia, de 42 e Popó, de 41.
IstoÉ Gente
fonte:msn

'The Voice Brasil': Integrante do time de Ivete sofre ataques nas redes sociais

Slide 1 de 15: O episódio desta quinta-feira, 22, de ‘The Voice Brasil’, exibido na TV Globo, deu o que falar nas redes sociais e virou um dos assuntos mais comentados na web.
É que um integrante do time de Ivete Sangalo, o Filipe Shimizu, foi vítima de comentários comemorando a sua eliminação do reality musical.
De acordo com várias publicações, o rapaz seria eleitor de Jair Bolsonaro, ou um ‘bolsominion’, como são chamados os fãs do presidente por internautas. Além de não ter sido escolhido pela sua técnica como o melhor da rodada, ele não foi resgatado pelos outros jurados.
++ Gwen Stefani substitui Adam Levine em nova temporada do “The Voice”
Contrários ao governo atual fizeram do assunto trending topic no Twitter.
“O bolsominion saiu”, comemorou um usuário. “O Felipe é bolsominion? Ainda bem que nunca gostei! Cara de sonso”, alfinetou outra. “Acabou para você, bolsominion”, disse mais um. “Bolsominion eliminado, amém”, comentou uma quarta.
Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS 

TV Globo

O episódio desta quinta-feira, 22, de ‘The Voice Brasil’, exibido na TV Globo, deu o que falar nas redes sociais e virou um dos assuntos mais comentados na web.
É que um integrante do time de Ivete Sangalo, o Filipe Shimizu, foi vítima de comentários comemorando a sua eliminação do reality musical.
De acordo com várias publicações, o rapaz seria eleitor de Jair Bolsonaro, ou um ‘bolsominion’, como são chamados os fãs do presidente por internautas. Além de não ter sido escolhido pela sua técnica como o melhor da rodada, ele não foi resgatado pelos outros jurados.
Contrários ao governo atual fizeram do assunto trending topic no Twitter.
“O bolsominion saiu”, comemorou um usuário. “O Felipe é bolsominion? Ainda bem que nunca gostei! Cara de sonso”, alfinetou outra. “Acabou para você, bolsominion”, disse mais um. “Bolsominion eliminado, amém”, comentou uma quarta.
Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS
Jetss
fonte:msn

Raquel Dodge pede que Bolsonaro vete a lei de abuso de autoridade

Raquel Dodge: procuradora pede que presidente vete lei do abuso de autoridade© José Cruz/Agência Brasil Raquel Dodge: procuradora pede que presidente vete lei do abuso de autoridade
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu nesta quinta-feira, 22, que o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), vete o projeto de lei de abuso de autoridade, ou parte dele. As informações foram divulgadas pela Procuradoria-Geral da República.
Segundo a PGR, Raquel “explicou que ao coibir o abuso de autoridade praticado por agentes de Estado, incluindo magistrados, membros do Ministério Público, parlamentares que atuam em comissões parlamentares de Inquérito (CPIs) e policiais a lei não pode enfraquecer as instituições do Sistema de Justiça, sem as quais o crime e os ilícitos prosperam e os conflitos sociais seguirão sem solução. Destacou nove artigos desse projeto que não podem deixar de ser vetados”.
Raquel Dodge esteve no Palácio do Planalto na condição de chefe do Ministério Público da União e presidente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Para a procuradora-geral, “o texto aprovado pelos parlamentares prevê tipos penais abertos e imprecisos, o que pode intimidar magistrados, promotores, procuradores e delegados de polícia no desempenho de suas competências básicas”.
“Desse modo, traz insegurança jurídica e pode afetar o combate a crimes como a corrupção e a lavagem de dinheiro”, afirma a PGR.
“A Justiça pública substitui a vingança privada e, para isso, precisa de uma estrutura jurídica à altura do desafio de punir criminosos sem hesitação, sem medo e sem excessos. O Sistema de Justiça enfraquecido não contribui para a paz social, pois é incapaz de resolutividade”, defende Raquel.
Durante o encontro com o presidente da República, além da Lei de Abuso de Autoridade, que aguarda sanção ou veto presidencial, Raquel Dodge, segundo a PGR, “também tratou de graves problemas brasileiros e, nessa linha, da definição da chefia do Ministério Público da União (MPU) – outro tema institucional que aguarda deliberação presidencial”.
A PGR detalhou ao presidente a sua compreensão de que “a democracia liberal brasileira depende de instituições fortes, que reconheçam o regime de leis e atuem nos estritos limites de independência e harmonia estabelecidos na Constituição”.
Ao tratar da sucessão na PGR, Dodge realçou que a instituição é muito importante para o país. “O MP brasileiro zela pelo interesse público, pelo desenvolvimento do Brasil e pelo desenvolvimento humano, pois a Constituição lhe deu a nobre missão de atuar pela melhoria das políticas públicas que asseguram direitos e promovem o bem-estar de todos”.
A PGR afirmou ainda que o Ministério Público respeita e promove o respeito às instituições de Estado e tem o dever de acionar o sistema de freios e contrapesos previsto na Constituição para que cada um dos Três Poderes tenha suas competências e prerrogativas legais asseguradas e convivam em harmonia para o bem da nação.
“O grande Ministério Público brasileiro (da União, do DF e dos Estados), na soma da atuação de cada membro, tem a nobre missão de promover o projeto de sociedade e de país prometido pela Constituição”. Ao fim da reunião, a PGR avaliou de forma positiva o encontro, reiterando a importância de o presidente estar bem informado sobre o modo de funcionamento do MP para a tomada de decisões.
Estadão Conteúdo
Exame.com
fonte:msn

Solange Gomes posta 'nudes' com bumbum torto na Web

Modelo se divertiu e admitiu: '‘photoshop’ que deu errado'

Camelo se declara para Raíssa

O rapper declama uma poesia para conquistar a garota

A Dona do Pedaço

Resumo do Capítulo

As aventuras de Poliana

Resumo do Capítulo

Topíssima

Resumo do Capítulo

Bom Sucesso

Resumo do Capítulo