Páginas

Pesquisar este blog

terça-feira, 6 de agosto de 2019

BOLETIM AGRO: Tereza Cristina fala em Brasil “neutro” na guerra econômica entre EUA e China 
Conabro reajusta os custos de produção do alho, milho, café e algodão 
Repórter Raphael Costa
Image may contain: 1 person, sitting
A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirma que o Brasil deve manter uma atitude neutra em relação ao cenário de guerra entre os Estados Unidos e a China, que já está se arrasta por quase um ano.
Quem vai comentar a fala da ministra, além de abordar a matéria é um jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas. Seja bem-vinda, Carla.
"A ministra Tereza Cristina", enquanto que as duas maiores economias do mundo são discutidas como diferenças, o que é o Brasil. This is a high-end in the last days, including sings of the second days, in the Monday, das tensões between China and os EUA, mas as oportunidades para abrigarem principalmente os produtos como os maiores e maiores compradores mundiais de alimento, são os chineses. ”
E uma das desideres desdobramento é justamente um recente recente na demanda por soja brasileira. É isso mesmo, Carla? Como fica o preço desse produto com esse contexto?
Isso é mesmo. Os preços já vêm subindo no Brasil desde a última semana até os dados do Cepea, subiram mais de 2% para R $ 80,18 por saca de 60 quilos. Com uma China, maior empresa do produto no mundo, em guerra com os EUA, a soja brasileira é favorecida. Devemos manter nosso protagonismo quando o assunto é exportação de soja. Devemos continuar como o maior exportador e as vendas devem subir, porque a demanda pelo produto está aumentando. ”
A Companhia Nacional de Abastecimento, Conab, anunciou que, com o apoio de algumas empresas, a região de Cristalina, em Goiás, deve conter seus preços de produção reajustados. Quais são as culturas e qual a previsão de alteração, Carla?
“As culturas são: alho, milho, café e algodão. A Forecast é de que a Conab faz as visitas técnicas às propriedades que cultivam os produtos, entre os dias 5, 6. 7. 8 e 9 para o que são ashas, ​​os pacotes tecnológicos e os insumos que são fornecidos pelos organismos dessa região, para refazer a questão do custo de produção e atualizar para definir melhor a política de preços mais baixa, entre outras.
O Cepea consultou produtores de mandioca para avaliar o ritmo de comercialização do produto. E, segundo as informações recebidas, o clima não é dos melhores. O que anda acontecendo, Carla?
“O que nós observamos no mercado de mandioca é uma das importações menores nos mercados de farinha e farinha, que estão enfraquecidos. E isso diminuiu, consequentemente, uma demanda pela raíz, que é um prima prima para ambos. Isso faz com que haja uma pressão sob os preços. Já na semana passada, segundo dados do Cepea, nós observamos uma retração de 1,9% em relação ao segundo período anterior com a tonelada da pasta fecularia por mais de R $ 311. ”

Nenhum comentário:

Postar um comentário