Páginas

Pesquisar este blog

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Brasil tem que trabalhar 10,5 milhões de trabalhadores para a indústria até 2023, aponta levantamento do SENAI 
Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023 mostra ainda que as áreas que mais vão demandam a formação profissional são transversais, metalmecânica e de construção, além dos profissionais repórter de tecnologia 
Paulo Henrique
No photo description available.
Levantamento do SENAI, divulgado nesta segunda-feira (12), projeto que o país tem como objetivo 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações de nível superior, técnico, profissional e aperfeiçoador até 2023. Como vagas na indústria e também em outros As novas gerações exigem formação profissional nas áreas transversais (1,7 milhão), metalmecânica (1,6 milhão), construção (1,3 milhão), logística e transportes (1,2 milhão), alimentos (754 mil), informática ( 528 mil), eletroeletrônica (405 mil) e energia e telecomunicações (359 mil). Os profissionais com competências transversais são aqueles que operam em qualquer segmento, como profissionais de pesquisa e desenvolvimento, técnicos de controle de produção e de desenhistas industriais. Os dados são da pesquisa Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023.
Essa demanda por apostas na instituição inclui, na sua maioria, o aperfeiçoamento do trabalho que já está empregado. Caso da Rosiane Lucindro, de 24 anos, moradora de Belo Horizonte.
Apesar de trabalhar em uma empresa de engenharia, um jovem buscou se capacitar e fez o curso de técnicas em edificações no SENAI. O objetivo de se auto-aliançar é tornar-se empregada e tornar-se uma concorrente de homens, maior no setor em que atua.
“Fiz o curso procurando se tornar profissional, ganhando uma promoção. Nós mulheres, hoje em dia, estamos atrás de igualdade. Então, da mesma forma que os homens são capazes de trabalhar em uma área da construção civil, uma mulher também consegue. Vejo em obras, sem meu trabalho, que tem espaço ”, afirmou.
Outro trabalho da pesquisa é chamar a atenção para o trabalho em equipe, com o intuito de aumentar a capacidade de logística e transporte, área que exige capacitação de 495.161 trabalhadores nos próximos cinco anos. Os interessados ​​podem ser inscritos, por exemplo, em cursos de logística e condução de veículos de transporte coletivo de passageiros, ambos com o SENAI.
Tecnologia
Ainda segundo o Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023, como os profissionais ligados à tecnologia estão entre os que mais vão crescer nos próximos anos. Para o diretor de Operações do SENAI, Gustavo Leal, este é um trabalho de ampliação de investimentos na área educacional.
"O mundo vive uma revolução da educação, nenhum caso da indústria, estamos vivendo a Indústria 4.0. Instituições como SENAI capazes de suportar o processo ”, analisa.
Back to change as the production of the technology of the data 4.0, como a segurança e a internet das coisas, bem como as oportunidades de inteligência artificial e de computação na nuvem.
O SENAI é uma rede de apoio à capacitação tecnológica e de inovação do setor industrial. A empresa possui 541 unidades fixas e 452 móveis e está presente em 2.700 municípios do país.
Além disso, oportunidades de ensino através de cursos de todos os níveis de formação profissional e tecnológica, uma entidade administrativa de uma rede de 26 Institutos de Inovação e de 58 Instituições de Tecnologia por todas as regiões brasileiras.
Em 2018, o SENAI recebeu 2,3 ​​milhões de matrículas de educação profissional e atendeu 19.749 indústrias com serviços técnicos e tecnológicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário