Páginas

Pesquisar este blog

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Casos de sarampo no Brasil sobem 35% em dez dias
País contabiliza 1.226 notificações; SP lidera, com 99,5% das ocorrências, e Paraná aparece pela 1ª vez na lista
Ana Letícia Leão e Elisa Martins
No photo description available.
Foto: Márcio Alves / Agência O Globo
SÃO PAULO - O Brasil soma 1.226 casos confirmados de sarampo , segundo novo boletim divulgado nesta terça-feira pelo Ministério da Saúde , que compreende o período de 12 de maio até hoje. O levantamento anterior, publicado em 3 de agosto, notificava 907 casos da doença no país.
O estado de São Paulo lidera disparado a lista, com 99,5% dos casos, ou 1.220 notificações. Em seguida vêm o estado do Rio de Janeiro, com 4 casos; Bahia, com 1 caso; e Paraná, com 1 — este último não figurava em relatórios anteriores da pasta. Até então, o ministério indicava surto ativo, ou seja, com crescimento do número de casos confirmados da doença, em 43 cidades dos estados de São Paulo, Rio e Bahia.
A quatro dias do fim da campanha de vacinação em São Paulo, o estado com maior surto de sarampo no país atingiu apenas 29% da meta. A campanha foca principalmente jovens de 15 a 29 anos, grupo considerado mais vulnerável por não ter tomado a segunda dose de vacina.
O programa nacional de imunização orienta a vacinação da tríplice viral (que protege contra sarampo, rubéola e caxumba) aos 12 meses (primeira dose) e aos 15 meses de idade (a segunda). No cenário de surto, porém, a orientação de autoridades da saúde é que haja um reforço da imunização no início da vida adulta.
Na última segunda-feira, a Secretaria de Estado da Saúde iniciou a vacinação de bebês menores de um ano. Já a prefeitura de São Paulo conduz a vacinação em creches, escolas do ensino médio, universidades, estações de metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). A recomendação de cobertura vacinal da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 95%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário