Páginas

Pesquisar este blog

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Jovem com tumor gigante na perna não consegue mais andar, diz família
De acordo com a família, jovem teve piora aguardando por acompanhamento oncológico e já não consegue mais andar.
Por G1 Santos

Image may contain: one or more people and people sitting
Foto: Arquivo Pessoal
O jovem, de 26 anos, que está internado no hospital municipal de Praia Grande, no litoral de São Paulo, com um grande tumor na perna, ainda aguarda vaga para o tratamento adequado, segundo a família. Mike Eduardo Andrade da Silva foi ao médico após começar a sentir fortes dores e a coxa inchar. Segundo apurado pelo G1, ele não consegue mais andar.
O rapaz deu entrada no Hospital Irmã Dulce no dia 16 de julho e, segundo familiares, desde então não recebeu acompanhamento adequado. De acordo com a prima do rapaz, Luciane Andrade de Freitas, Mike teve uma consulta na Santa Casa de Misericórdia Santa Cecília (SP) na última segunda-feira (5).
"Ele está com a perna cada vez mais inchada e com mais dor. O médico falou que ele não ficaria internado porque lá não havia vaga, então só passaria os exames e ele retornaria ao Irmã Dulce, ou seja, voltamos a estaca zero. Explicou também que a bola na coxa pode ser um tumor benigno", diz.
Segundo ela explica, o primo já não está mais conseguindo andar e está utilizando fralda devido a piora. O jovem terá retorno apenas dia 19 para mostrar os exames e receber um possível diagnóstico. Ainda de acordo com Luciana, a ressonância magnética também não foi agendada por falta de vaga, mesmo sendo um dos procedimentos importantes para o tratamento.
Ela ainda relata que o médico perguntou se a família teria condições financeiras de ir e voltar de São Paulo em todas as consultas, já que não teria como o paciente permanecer no hospital. Nada foi relatado a família sobre a possibilidade de cirurgia.
O G1 entrou em contato com a Secretaria de Saúde de São Paulo, mas até a última atualização desta reportagem, não teve retorno sobre o assunto.
Relembre o caso
O jovem está há mais de 20 dias internado no Hospital Irmã Dulce, aguardando transferência para uma unidade de saúde especializada em São Paulo, com serviços de oncologia, para tratamento do caso.
A prima de Mike relatou ao G1 que o jovem está recebendo apenas remédio para dor, sem acompanhamento de um oncologista. De acordo com a assessoria do hospital, o paciente passou por atendimento médico e multiprofissional, procedimento cirúrgico, biópsia e fisioterapia, além de receber os demais cuidados assistenciais necessários, como medicação com analgésicos e anti-inflamatórios.
Luciane afirma que o rapaz sente muitas dores e a situação se agrava a cada dia. Atualmente, ele está em um dos quartos do hospital, mas já chegou a ficar sentado na sala de repouso. Foi transferido somente quando perceberam a gravidade, de acordo com a familiar.
Em nota, o Hospital Irmã Dulce respondeu ao G1 que o caso do paciente foi inserido na Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS), com liberação de vaga para consulta na especialidade de Oncologia Cirúrgica no dia 12 de agosto, na Santa Casa de São Paulo.
Já A Secretaria de Saúde de São Paulo havia informado que o atendimento oncológico para o caso de Mike Eduardo Andrade da Silva foi registrado pelo Hospital Irmã Dulce no dia 29 de julho e a vaga foi cedida no dia seguinte, com agendamento para o dia 12 de agosto. O paciente está sendo assistido pela unidade de origem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário