Páginas

Pesquisar este blog

sábado, 12 de outubro de 2019

Gafe em ‘A Dona do Pedaço’ teria gerado demissão na Globo
Gafe exibida em “A Dona do Pedaço” gera desconforto em patrocinador e demissões na Globo© reprodução/TV Globo Gafe exibida em “A Dona do Pedaço” gera desconforto em patrocinador e demissões na Globo
Uma gafe que rolou no episódio 105 da novela “A Dona do Pedaço” gerou desconforto em um patrocinador da atração, o que teria tido como consequência uma demissão no departamento de marketing da TV Globo.
O erro, segundo o Na Telinha, aconteceu em torno de uma ação de merchandising de um aplicativo de delivery protagonizada pela personagem Kim (Monica Iozzi).
Enquanto Rock (Caio Castro) conversava com Zé Hélio (Bruno Bevan) em uma pizzaria, ele buscava uma forma de fazer o negócio de bolos de Maria da Paz (Juliana Paes) decolar nas plataformas digitais. Ao fundo da cena, o logo do iFood aparecia no uniforme do entregador.
“Sabe o que eu vou fazer? Vou me oferecer pra fazer toda a parte digital da nova confeitaria. De repente ajuda a divulgar e ela passa a vender mais”, conta Zé Helio para o irmão.
Rock, então, passa a mirar seu olhar para os entregadores: “Vou te falar que você me deu uma ideia de gênio, mano. Você entende melhor que eu mas vou tentar te explicar”. O merchan do aplicativo termina tendo cerca de um minuto no ar.
Depois desta cena, a confusão aconteceu. A personagem Kim, que assessora pessoas a se tornarem influenciadoras digitais, conversa com Márcio (Anderson Di Rizzi) por telefone. Kim é avisada pelo namorado que ele ficará mais tempo no trabalho, e por isso, não poderá jantar com ela num restaurante.
O gerente da fábrica de bolos, então, sugere que ela peça uma pizza. “Hello. Vou acabar engordando e engordando muito. Enfim, é o jeito, pizza. Vamos lá. Então, beijos querido. Tô com saudades”, encerra a assessora de Vivi Guedes (Paolla Oliveira). Em seguida, Kim pega o telefone e liga para a pizzaria: “Alô, eu queria fazer um pedido. Uma pizza”.
De acordo com informações exclusivas do Na Telinha, o patrocinador teria reclamado aos responsáveis pela área comercial da Globo sobre a gafe exibida em 'A Dona do Pedaço'. O iFood estaria canalizando boa parte dos seus investimentos em publicidade no produto de maior audiência do canal.
No início de outubro, alguns funcionários do setor responsável pelo merchan na dramaturgia foram demitidos.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre
Obesidade cresce de forma acelerada no Brasil e se aproxima da taxa dos países ricos, indica OCDE
Pessoas de baixa de renda têm maior probabilidade de consumir uma alimentação menos saudável, com quantidade insuficiente de frutas e legumes, e se tornarem obesas, segundo a OCDE© Getty Images Pessoas de baixa de renda têm maior probabilidade de consumir uma alimentação menos saudável, com quantidade insuficiente de frutas e legumes, e se tornarem obesas, segundo a OCDE
A quantidade de pessoas obesas no Brasil cresceu de forma mais acelerada que a média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Agora, o Brasil se aproxima da taxa do problema nos países ricos.
Mais de um quinto da população brasileira é obesa, segundo um estudo da OCDE divulgado nesta quinta-feira (10/10).
O documento revela que a proporção de obesos na população adulta brasileira passou de 12,7% em 1996 para 22,1% em 2016. No mesmo período, a média da OCDE passou de 15,4% para 23,2%.
O levantamento é baseado em critérios definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que levam em conta o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC).
O IMC é uma equação que leva em conta o peso e a altura da pessoa. Um IMC entre 25 e 29,9 indica sobrepeso. O índice de 30 ou mais aponta obesidade, sendo que acima de 35 é a chamada obesidade mórbida.
Existem grandes disparidades entre os países membros da organização: enquanto nos Estados Unidos o número de obesos atinge 36,2% da população adulta, no Japão ele é de apenas 4,3%, um dos mais baixos entre os 52 analisados no estudo chamado O Fardo Pesado da Obesidade: a Economia da Prevenção.
A Arábia Saudita — que, como o Brasil, não integra a OCDE — é o segundo país com maior índice de obesos: 35,4%. A Índia possui o menor número de obesos entre os países avaliados, apenas 3,9% dos adultos. Na China, esse número é de 6,2%.
Nos países da OCDE, 58% da população tem sobrepeso, decorrentes de uma alimentação pouco saudável e falta de atividade física, que contribuem para o aumento da obesidade. Dos 36 países membros da organização, 34 têm mais da metade da população acima do peso.
Segundo o estudo, a média de adultos obesos na OCDE cresceu de 21% em 2010 para quase 24% em 2016, último dado do estudo, o que representa um acréscimo de cerca de 50 milhões de pessoas.
Pessoas de baixa renda e com menor nível educacional têm maior probabilidade de consumir uma alimentação menos saudável, com quantidade insuficiente de frutas e legumes, e se tornarem obesas, afirma a organização. O problema afeta mais as mulheres nessa categoria social.
No Brasil, 25,4% das mulheres adultas são obesas, enquanto o número de homens é de 18,5%.
No Brasil, 25,4% das mulheres adultas são obesas, enquanto a taxa dos homens é de 18,5%© Getty Images No Brasil, 25,4% das mulheres adultas são obesas, enquanto a taxa dos homens é de 18,5%

Impacto no PIB

A OCDE afirma que o sobrepeso representa uma "séria ameaça" para as economias dos países, com significativos impactos econômicos nos gastos com saúde para tratar doenças crônicas como diabetes e problemas cardiovasculares, decorrentes do excesso de peso.
Além disso, essas doenças crônicas afetam o mercado de trabalho, reduzindo a possibilidade de essas pessoas continuarem empregadas e aumentando as chances de faltarem ao trabalho ou serem menos produtivas.
Nos cálculos da OCDE, a obesidade irá reduzir o PIB dos países da organização em 3,3% no período de 2020 a 2050. No Brasil, segundo o estudo, o impacto negativo da doença será ainda maior, com redução de 5,5% no PIB.
A obesidade também reduz a expectativa de vida. O estudo prevê que no período de 2020 a 2050, o excesso de peso irá reduzir a expectativa de vida das pessoas em três anos, em média, nos países da OCDE, do G20 e na União Europeia. No Brasil, a estimativa é de uma redução de 3,3 anos. No México, a previsão atinge 4,2 anos.
OCDE diz que o sobrepeso gera significativos impactos econômicos nos gastos de saúde para tratar doenças crônicas como diabetes e problemas cardiovasculares© Getty Images OCDE diz que o sobrepeso gera significativos impactos econômicos nos gastos de saúde para tratar doenças crônicas como diabetes e problemas cardiovasculares

Crianças

No Brasil, quase 11% das crianças são consideradas obesas. A média na OCDE é de 9,9%. O número de crianças pré-obesas no país chega a 17,2%.
Na média dos países da OCDE e do G20, a obesidade infantil tem crescido anualmente 0,3 pontos percentuais na última década.
O estudo afirma que crianças com um peso saudável têm mais chances de ter melhor desempenho na escola e completar o ensino superior.
Já as crianças com problemas de peso tem menos satisfação com a vida e têm quase 4 vezes mais chances de sofrer bullying nas escolas, o que pode contribuir para resultados escolares inferiores e diminuir suas chances no mercado de trabalho.
A OCDE afirma que 50 dos 52 países analisados no estudo têm programas de saúde para lutar contra a obesidade e que 45 deles têm programas específicos para a obesidade infantil. "No entanto, o aumento das taxas de obesidade mostra que é preciso ampliar os esforços", diz o estudo.
Segundo a organização, investir em "pacotes de prevenção" para lidar com o problema "é um investimento para os países". 
BBC News
fonte:msn

Deborah Secco fica feliz ao reencontrar família e publica clique do momento

Deborah Secco compartilha foto de instante em que reencontra o marido

Deborah Secco se reúne com a família após viagem
Foto:Instagram/ @dedesecco

eborah Secco se reuniu com sua família, que estava viajando, e publicou uma foto para registrar o momento em que matava a saudade, em seu perfil do Instagram, nesta sexta-feira (11).
No clique, ela e Hugo Moura, seu esposo, apareceram sorrindo de orelha à orelha, deixando a felicidade, por estarem juntos novamente, escancarada.
“Quem estava contando as horas pro meu amor chegar?”, escreveu na legenda.
Os fãs da morena vibraram junto com ela e não pouparam os elogios. “Ficam ainda mais lindos juntos”, elogiou uma. “Felicidade que se fala, né?”, brincou outra. “Suas publicações são muito fofas”, disse uma terceira.
ABRIU O CORAÇÃO
A mamãe coruja desabafou sobre como era difícil ficar longe de Maria Flor, sua filha. O motivo da distância foi que a menina viajou com o pai para Argentina.
“Pensem em uma mãe com os cabelos em pé. O mundo meio que parou quando o Hugo me disse que iria viajar sozinho com a Maria em uma expedição pela neve. A sensação de imaginar Maria longe de mim, tão pequena para a neve, me assustava tanto”, abriu o coração.
No entanto, a atriz afirmou que entende a importância da atitude do amado. “Eu estou falando do melhor marido e melhor pai do mundo todo, não tenho como não reconhecer a importância de um momento assim para ela e para ele”, exclamou.
A gata terminou revelando que ficava muito feliz quando recebia imagens dos dois juntos: “Nem sei descrever a sensação aqui dentro com a felicidade dos dois. Boa aventura, meus amores, a mamãe está aqui trabalhando, feliz e morrendo de orgulho de vocês!”.
Conteúdo/fonte:Revista Ana Maria
AS MELHORES OFERTAS só aqui no Depósito Presidente!
Vários produtos para suprir a sua necessidade, desde o alicerce até o acabamento final!
São muitas opções para você, será um prazer atende-lo.
Da construção ao acabamento, vem pro Depósito Presidente!
Venha nos fazer uma visita! . 📲 99758-1148 📞3271-4855
☎️3271-7588
📞3271-7973
☎️3271-6112 
A imagem pode conter: texto

Nenhum comentário:

Postar um comentário