Páginas

Pesquisar este blog

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Santos faz raro treino aberto com reservas

Cueva está suspenso do Santos após confusão em casa noturna — Foto: Ivan Storti/Santos FC
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Um dia depois da vitória sobre o Palmeiras por 2 a 0, o Santos voltou aos trabalhos na manhã desta quinta-feira (10). Algo incomum nos últimos meses no clube, o técnico Jorge Sampaoli abriu a atividade para a imprensa acompanhar do início do fim.
O treino, contudo, não contou com os principais jogadores do elenco no gramado. Depois do triunfo na Vila Belmiro, pelo Brasileirão, os titulares fizeram apenas trabalho regenerativo. Em campo, estiveram apenas os reservas, jogadores que não foram relacionados para o clássico e o goleiro Everson, titular da equipe comandada pelo argentino.
Depois do aquecimento, Sampaoli dividiu o grupo por posições num trabalho técnico. Zagueiros, laterais e volantes fizeram treino de saída de bola em velocidade. O grupo também deu atenção à marcação. Os jogadores dos demais setores fizeram atividade semelhante.
O treino foi finalizado com uma atividade recreativa, o chamado "rachão". O elenco santista retoma os trabalhos na manhã desta sexta-feira (11). No dia seguinte, Sampaoli vai finalizar a preparação da equipe para o duelo com o Internacional, no domingo (13), em Porto Alegre.
"Temos mais dois treinos para fazer. Vamos ver o que o professor Sampaoli tem para falar para a gente. Vamos para o Sul e, se Deus quiser, traremos os três pontos", declarou o lateral Pará, nesta quinta, ainda no embalo do triunfo sobre o Palmeiras. O resultado levou o Santos para a vice-liderança do Brasileirão.
"Foi uma vitória importante. Enfrentamos uma grande equipe que está brigando de igual para igual com os concorrentes diretos. Ficamos felizes por colocar em prática tudo aquilo que o professor Sampaoli pediu para nós durante os treinamentos. Graças a Deus conseguimos uma belíssima vitória", disse o lateral.
Para o jogador, o resultado foi mais especial por se tratar do seu primeiro clássico em seu retorno ao time. "Para mim, foi motivo de orgulho, de satisfação, ainda mais por jogar em um palco onde todo grande jogador gosta de atuar, em um clássico, diante do Palmeiras. Fico feliz não só pela minha atuação, mas do grupo também. Todos estão de parabéns", declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário