Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 10 de novembro de 2019

De frente para a TV: Relação de Paloma e Marcos em 'Bom sucesso' foi muito bem construída


Ramon (David Junior), Paloma (Grazi Massafera) e Marcos (Romulo Estrela) em "Bom sucesso"
Foto: Raquel Cunha/Rede Globo/Divulgação
Ramon (David Junior), Paloma (Grazi Massafera) e Marcos (Romulo Estrela) em "Bom sucesso" Foto: Raquel Cunha/Rede Globo/Divulgação
Escrevi aqui neste espaço há poucos meses que existia, sim, amor à primeira vista. Foi assim com Jamil (Renato Góes) e Laila (Julia Dalavia), em “Órfãos da terra”, e Maria da Paz (Juliana Paes) e Amadeu (Marcos Palmeira), em “A dona do pedaço”. E aconteceu dessa maneira em muitas outras tramas — e até na vida de muitos leitores e também desta colunista, como não? Mas o amor construído pouco a pouco ainda é o que mais encanta o telespectador e o que mais acontece ainda na vida real. Depois da paixão avassaladora, vem as descobertas, a amizade, a parceria e o amor. Talvez seja esse o ideal de romance fora da telinha, já que nas novelas é a maneira que faz mais sucesso entre o público.
Depois do frisson que o amor entre Cris (Vitória Strada) e Daniel (Rafael Cardoso) causou em “Espelho da vida” (eles só se encontraram nos últimos capítulos da trama), Rosane Svartman e Paulo Halm construíram muitíssimo bem a relação entre Paloma (Grazi Massafera) e Marcos (Romulo Estrela) em “Bom sucesso”. Os dois viveram uma tórrida noite no início da novela das sete e nunca mais ficaram juntos. Apesar da paixão e do tesão à primeira vista, ambos seguiram com suas vidas e só se reencontraram recentemente, perto do capítulo 100. Paloma voltou com Ramon (David Junior). Marcos ficou com Silvana (Ingrid Guimarães) e Natasha (Lavínia Vlasak). Só que os dois foram se conhecendo melhor e se apaixonando aos poucos. E à medida que se conheciam, o amor também crescia. Tudo de forma natural, real e menos, digamos, folhetinesca.
Troca-troca de par em ‘América’
Tião e Simone em
Tião e Simone em "América" Foto: Reprodução
Uma situação inusitada aconteceu em “América”, de 2005, que não é comum nas novelas, mas acontece adoidado na vida real. Tião (Murilo Benício) e Sol (Deborah Secco) formavam um par romântico. Mas os dois não tiveram a química desejada e os rumos do casal mudaram. Ele conheceu e se apaixonou por Simone (Gabriela Duarte), com quem se casou no fim. Já Sol teve seu final feliz com Ed (Caco Ciocler).
Atriz cheia de repertório

No ar em “Bom sucesso”, “Sessão de terapia” (no GloboPlay) e na reprise de “Avenida Brasil”, Fabiula Nascimento mostra que é uma atriz de mão cheia e com muito repertório. Merece uma protagonista logo!
Figurante de luxo às nove

Walcyr Carrasco está devendo um bom personagem a Marcos Palmeira. Depois da primeira fase, Amadeu desapareceu de “A dona do pedaço”. O advogado teve poucas cenas relevantes e virou um figurante de luxo.
Descaso com protagonistas

Na reta final de “A dona do pedaço”, Régis (Reynaldo Gianecchini) também perdeu muito espaço. Depois que foi preso, aliás, o personagem ficou dias sem aparecer. Uma indelicadeza com dois protagonistas do horário nobre.
Siga-me no Twitter @carla_bit e no Instagram @carlabittencourt

Nenhum comentário:

Postar um comentário