Páginas

Pesquisar este blog

sábado, 18 de janeiro de 2020

Guia do Pré-Olímpico na Colômbia: os times e destaques na corrida por duas vagas para Tóquio 2020
Seleção brasileira sub-23 estreia neste domingo, às 22h30, em Armênia, contra o Peru. Argentina tem destaque do Boca. Uruguai leva base campeã sul-americana em 2017
Por Bruno Cassucci, Daniel Mundim e Raphael Zarko — Armênia, Colômbia
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé
São 10 seleções na briga por duas vagas nos próximos 23 dias. De volta, o Pré-Olímpico será disputado na Colômbia entre 18 de janeiro e 9 de fevereiro. São 230 jogadores convocados para 20 jogos em dois grupos na primeira fase. No quadrangular final, apenas dois garantem vaga em Tóquio 2020.
O Pré-Olímpico terá transmissão do SporTV. As partidas do Brasil também terão acompanhamento em Tempo Real no GloboEsporte.com
Depois de preparação cheia de desfalques de clubes europeus, o Brasil chega como um dos favoritos para garantir a defesa do ouro, como atual campeão olímpico de futebol. Mas primeiro precisa passar em grupo que tem Uruguai, velho rival, Peru, Bolívia e Paraguai, que vem de bons resultados.
Se não tem astros internacionais como Rodrygo, do Real Madrid, ou Lautáro Martínez, da Inter de Milão, o torneio é cheio de grandes revelações e bons valores do continente. O GloboEsporte.com preparou guia com todos as seleções, com seus atletas listados, os times mais prováveis e destaques.
Primeira rodada
Equador x Chile, sábado (18/01), 20h
Colômbia x Argentina, sábado (18/01), 22h30
Uruguai x Paraguai, domingo (19/01), 20h
Brasil x Peru, domingo (19/01), 22h30

BRASIL
As mudanças foram constantes no percurso deste Brasil sub-23. Campeão olímpico em 2016, nos pênaltis, no Maracanã, as mudanças começaram de cima para baixo. Sylvinho era o eleito para dirigir a equipe, mas foi para o Lyon. André Jardine, que durou pouco no comando do São Paulo, assumiu e foi direto para Toulon, conquistando o tradicional torneio de base.
A base daquela equipe ainda norteia Jardine. Ivan, Guga, Matheus Henrique, Pedrinho, Antony, Paulinho, Matheus Cunha, Iago e Bruno Tabata fizeram parte da primeira lista e sobreviveram entre muitas mexidas até fechar os nomes do pré-olímpico - ao todo foram oito mudanças por vetos de europeus.
O Brasil fez 13 jogos com Jardine - dois deles em caráter de jogo-treino na fase final de preparação, na Granja Comary. Apesar da necessidade de mudanças de time, os resultados foram bons - oito vitórias, um empate e duas derrotas (Japão em amistoso e Argentina, no torneio de Tenerife, em novembro).
Destaques: Bruno Guimarães comanda o meio de campo do Brasil, ao lado de Matheus Henrique, convocado por Tite no ano passado. Na frente, o trio Antony, Paulinho e Matheus Cunha, que fez 10 gols em 13 partidas com Jardine, costuma dar trabalho. Banco de Pedrinho, a jovem estrela do Real Madrid Reinier é uma atração do torneio.
Time-base: Ivan, Guga, Nino, Robson Bambu e Caio Henrique; Bruno Guimarães, Matheus Henrique e Pedrinho; Antony, Paulinho e Matheus Cunha.
A lista do Brasil:
Goleiros: Cleiton (Atlético-MG), Ivan (Ponte Preta) e Phelipe (Grêmio).
Defensores: Dodô (Shakhtar-UCR), Guga (Atlético-MG) Iago (Augsburg-ALE), Caio Henrique (Grêmio), Nino (Fluminense), Bruno Fuchs (Internacional), Robson Bambu (Athletico-PR).
Meias: Bruno Guimarães (Athletico-PR), Maycon (Shakhtar-UCR), Igor Gomes (São Paulo), Matheus Henrique (Grêmio), Reinier (Flamengo), Bruno Tabata (Portimonense-POR).
Atacantes: Antony (São Paulo), Pepê (Grêmio), Matheus Cunha (Leipzig), Paulinho (Bayer Leverkusen), Pedrinho (Corinthians) e Yuri Alberto (Santos).

Nenhum comentário:

Postar um comentário