Páginas

Pesquisar este blog

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

‘Eu não esperava que ela fosse se envolver nesse nível com Belizário’, diz Clarissa Pinheiro sobre Penha em ‘Amor de mãe’

Penha queria se vingar de Belizário por conta da morte do ex-marido, mas se encantou pela a forma com que o policial lhe trata
Penha queria se vingar de Belizário por conta da morte do ex-marido, mas se encantou pela a forma com que o policial lhe trata Foto: Victor Pollak/rede globo/divulgação
Marcelle Carvalho
Foto: Victor Pollak/rede globo/divulgação

As viradas de Penha estão deixando sua intérprete, Clarissa Pinheiro, de queixo caído. Inacreditavelmente, a doméstica vai passar de vingativa à cúmplice de Belizário (Tuca Andrada), em “Amor de mãe”.
— Eu não esperava que ela fosse se envolver nesse nível com Belizário. Essa virada surpreendeu a própria Penha, que não imaginava sentir algo por alguém que é tão mau. Mas ele a trata bem, ela já não tinha mais isso com Wesley (Dan Ferreira), que não estava mais conseguindo ser um cara legal com ela. Belizário chega com tanto carinho, vidrado mesmo em Penha, que ela não esperava uma reação tão apaixonada do cara quando se aproximou dele para vingar a morte do ex-marido — analisa Clarissa, de 37 anos.
Tudo bem que ser valorizada e amada dá uma boa massageada no ego, principalmente em alguém tão carente de afeto como a doméstica. Mas daí a se meter nos negócios criminosos do policial, não seria demais?
— Penha tem como característica ser fiel a quem está. Ela era empregada de Lídia (Malu Galli) e, mesmo sendo acusada injustamente de roubo, quis mostrar para a ex-patroa que ela estava sendo traída por Tales (Alejandro Claveaux). Wesley a traía e ela continuava fechada com ele. Com Belizário não vai ser diferente. É uma característica dela — defende.
Na trama, o capanga será preso por conta da morte de Vinícius (Antonio Benício), e Penha assume seus negócios. Ela, inclusive, avisa a Álvaro (Irandhir Santos) sobre a nova situação, e ele já aproveita para ordenar que Penha contrate um atirador para atentar contra Raul (Murilo Benício).
— Penha cola em quem está junto dela. Com Belizário preso e ela tão próxima dele, vai virar seu braço direito — afirma Clarissa.
Pelo andar da carruagem, Penha parece ter bebido da fonte de Bibi Perigosa, mulher que entrou para o crime por conta do marido bandido. Sua história inspirou Gloria Perez a escrever a personagem, defendida por Juliana Paes, em “A força do querer” (2017):
— Acho que é bem por aí. Na verdade, fico na dúvida sobre a índole dela. Quando uma pessoa mexe tanto com a autoestima de alguém, ganha uma importância grande na vida dela. E isso faz com que ela, por amor mesmo, fique cega. Mas também acho que aquela sementinha do “se corromper” existe em Penha, porque ao ter acesso a um poder esquisito, ela não faz questionamentos. Não acho impossível uma pessoa se deslumbrar com aquilo.
Natural de Recife, Clarissa veio para o Rio, em 2010, para estudar direção na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. A também jornalista já tinha surgido na TV nas séries “Onde nascem os fortes” e “Justiça”. Mas é com “Amor de mãe”, sua estreia em novelas, que a atriz está sentindo uma maior repercussão com o público nas ruas.
— As pessoas se mostravam com pena de Penha. Mas acredito que, depois desse envolvimento com Belizário, as coisas tendem a mudar um pouco. A novela tem um alcance tão grande! Como as pessoas se envolvem com a história, não é? — questiona a artista, que é casada há sete anos e meio com o câmera Rafael Machado: — Ele é meu coach também. Nós batemos texto, trocamos uma ideia. É uma parceria que só me alimenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário