Páginas

Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Vendedor de gás leva facada de assaltante no Conjunto Habitacional Ana Jacinta, mas acelera carro e consegue escapar
Vítima ainda buscou socorro por conta própria na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro e depois foi levada por ambulância ao Hospital Regional, em Presidente Prudente.
Por G1 Presidente Prudente
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
Foto: Wellington Roberto/G1
Um homem de 50 anos levou uma facada nas costelas durante uma tentativa de assalto da qual foi vítima enquanto trabalhava na venda de gás em uma rua no Conjunto Habitacional Ana Jacinta, em Presidente Prudente.
A própria vítima compareceu à Delegacia Participativa da Polícia Civil, na tarde desta quarta-feira (12), para registrar o Boletim de Ocorrência após ter de passar por atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h do próprio bairro e, ainda depois, no Hospital Regional (HR).
O assaltante agressor conseguiu fugir e não foi preso.
De acordo com as informações do Boletim de Ocorrência, a vítima contou que estava parada com seu veículo nas proximidades de um cruzamento trabalhando na venda de gás para uma empresa quando foi abordada por um assaltante que empunhava uma faca grande do tipo “peixeira”, na tarde desta terça-feira (11).
O ladrão apareceu pelo lado do passageiro do veículo e, aproveitando que o vidro estava aberto, disse ao motorista: “Você perdeu, perdeu”.
Com medo, a vítima acelerou o veículo, quando o bandido desferiu-lhe duas facadas, sendo que um dos golpes atingiu-lhe no lado direito do corpo, na região das costelas.
A vítima relatou que no momento da facada sentiu uma dor muito forte, mas mesmo assim rapidamente conseguiu conduzir o carro até a UPA do Ana Jacinta, onde recebeu atendimento médico, e não viu em que direção o criminoso correu em fuga.
Logo em seguida, uma ambulância encaminhou o vendedor de gás ao Pronto-socorro do HR, onde ficou em observação até a madrugada desta quarta-feira (12), quando recebeu alta médica.
A vítima contou à Polícia Civil que nada foi roubado pelo bandido, pois conseguiu acelerar o carro logo que o ladrão anunciou o assalto.
Em relação à lesão da facada, o vendedor de gás precisou tomar cinco pontos de sutura na região do corpo que sofreu o ferimento.
A vítima repassou à Polícia Civil características pessoais do criminoso e ainda informou que tem condições de reconhecê-lo.
A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) foi comunicada para apurar o caso e ainda foi solicitado o exame de corpo de delito para a vítima junto ao Instituto Médico Legal (IML).

Nenhum comentário:

Postar um comentário