Páginas

Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de março de 2020

Doria anuncia produção de máscaras por presidiários
Governador apresentou resultado do exame que fez para o novo coronavírus durante entrevista coletiva
Silvia Amorim
João Doria participa de coletiva de imprensa sobre o coronavírus no Palácio dos Bandeirantes Foto: CJPress / Agência O Globo
 Foto: CJPress / Agência O Globo
SÃO PAULO - O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta terça-feira que presidiários vão produzir máscaras de proteção contra o novo coronavírus. O procedimento começará amanhã. Serão produzidas cerca de 26 mil peças por dia.
- Essas máscaras terão um custo para o governo de R$ 0,80 por peça - explicou Doria.
Cerca de 200 presos vão confeccionar as peças, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária. A previsão é fabricar 320 mil máscaras em cerca de duas semanas. O governador também alterou regras para o registro de ocorrências como roubos e estelionato. Ele poderá ser feito online nas delegiacias eletrônicas.
Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o estado tem 745 casos confirmados, sendo 30 óbitos. Em UTI estão 70 pacientes.
O governador voltou a descartar a adoção, por enquanto, de uma decretação geral de fechamento do comércio e das indústrias. Doria fez um apelo público à concessionária de energia do estado, Enel, a não fazer cortes de fornecimento diante da pandemia.
O resultado do exame de Doria deu negativo nesta terça-feira para a Covid-19. Ele fez o exame depois que o coordenador do Centro de Contigência para o Coronavírus no estado, David Uip, recebeu o diagnóstico da doença na segunda-feira. Nesta manhã, o governador apresentou aos jornalistas, durante uma entrevista coletiva, cópia do resultado do teste.
A médica Helena Sato assumiu o lugar de Uip na coordenação do centro. O secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, também testou negativo para o coronavírus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário