Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 10 de maio de 2020

Saiba como aumentar o limite da sua paciência com dicas práticas

As medidas que você deve incorporar na rotina para colher os benefícios de ser alguém mais tolerante
As medidas que você deve incorporar na rotina para colher os benefícios de ser alguém mais tolerante
Em geral, a ansiedade está ligada a preocupações com coisas que ainda não ocorreram - Banco de Imagem/Pixabay
Você se sente impaciente? Busca por respostas instantâneas e tende a tomar decisões erradas por pura ansiedade? Se balançou a cabeça afirmativamente, está na hora de olhar para dentro de si e buscar mais auto-conhecimento para turbinar a tolerância. 
Acredite, isso refletirá em todas as áreas de sua vida! Ao desenvolver a paciência, criamos bons relacionamentos, nos cercamos de pessoas bacanas, nos tornamos mais criativos e agradáveis. 
“A produtividade também aumenta. As empresas procuram por pessoas serenas, que analisam as situações e não se estressam à toa”, diz Robson Hamuche, terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar e autor do livro Um Compromisso por Dia – Pequenas Ações Diárias Que Podem Mudar a Sua Vida (Ed. Gente), em parceria o terapeuta Tadashi Kadomoto. 
Preparada para se transformar? Hamuche mostra o caminho. 
APRENDA A MEDITAR 
A prática fará você acalmar a energia e conectar-se com a própria essência, dispersando a raiva e sentimentos ruins que possam estar dentro de você. “Muitas vezes, perdemos a paciência quando saímos da zona de conforto. A impaciência pode ser resultado de raiva canalizada”, explica Robson. Então, pare cinco minutos por dia. Sente-se em um local tranquilo, de olhos fechados, e comece a prestar atenção em sua respiração. Sinta alegria em ser você, perdoe-se pelas falhas e comprometa-se a evoluir, sempre.
VIVA O HOJE 
Em geral, a ansiedade está ligada a preocupações com coisas que ainda não ocorreram e, por isso, não podem ser gerenciadas. Se os pensamentos estiverem presos no futuro será impossível desenvolver a tolerância, pois ao permanecer ansiosa, os contratempos naturais da vida são maximizados. A saída? “Conecte-se ao presente, ao aqui e o agora. Não adianta preocupar-se com coisas além de seu alcance”, diz Hamuche.
PRATIQUE EXERCÍCIOS FÍSICOS 
Dias antes de tomar decisões importantes, exercite-se. As descargas físicas nas atividades trarão tranquilidade sobre questões pendentes, aumentando a sensação de bem-estar. A oxigenação do cérebro ajudará na lucidez. “Se algo a deixa muito contrariada e nervosa, não tome atitudes antes de praticar uma atividade física. Deixe os efeitos do exercício agirem em você primeiro”, ensina.
EVITE CRÍTICAS E JULGAMENTOS 
Se uma pessoa fizer algo que, em um primeiro momento, você desaprova, nada de opinar. Coloque-se no lugar dela e tente entender por que agiu daquele jeito. Pense antes de emitir avaliações que podem ferir os outros. Assim, evitará estresses desnecessários, desenvolverá empatia e tornará as relações mais leves e descomplicadas.
CURTA SEUS HOBBIES 
Com o passar do tempo, não fazer o que gosta aumenta o índice de impaciência. Se o impeditivo for financeiro, busque outras formas de prazer. E lembre-se: não existe falta de tempo, existem prioridades!
FALE O QUE PENSA 
Evite acumular emoções negativas e guardar “lixo”. Mas tome cuidado: declarar o que vem à cabeça não significa ofender os outros nem ser a dona da verdade. Encontre o equilíbrio e sempre (ab)use da educação e gentileza nas palavras.
BEBA ÁGUA 
Além de manter os órgãos funcionando corretamente, o líquido tem influência direta no nosso humor. “Não tomar água suficiente causa irritação”, diz o autor. Quanto beber por dia? Divida seu peso por 30 e encontrará o volume em litros.
CUIDE-SE BEM 
Observe-se: quando você está com sono (ou fome) tende a ficar mais mal-humorada? “A pessoa que não dorme bem dificilmente é paciente. O sono e alimentação precisam estar em dia, pois o cansaço e a fome tiram qualquer um do estado natural, tornando-o propenso ao temperamento explosivo”, avisa Hamuche.
RESPIRE FUNDO ANTES DE REAGIR 
”Se alguém tratar você mal, não responda. Fazer isso é como jogar gasolina na fogueira. Neutralize o efeito da maldade com amor”, aconselha o autor. Para acalmar-se em situações estressantes, ele recomenda inspirar e expirar lentamente. Outro exercício: fazer uma lista mental com três motivos para não descarregar a raiva em quem a irritou.
A VANTAGEM DE SER PACIENTE
Persista. Com o tempo, todas as questões citadas nesta matéria estarão incorporadas em suas atitudes. Você perceberá que, ao ser mais tolerante, coisas boas começarão a acontecer. O bom humor atrai boas energias. “Tudo é questão de hábito. Temos que ser repetitivos para que a paciência vire rotina”, finaliza.
Conteúdo/fonte:Revista Ana Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário