Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 28 de junho de 2020

Dandara Mariana critica a política de segurança pública e desabafa sobre racismo

Caroline Bittencourt  RD1

Dandara Mariana
Dandara Mariana será a protagonista de curta-metragem baseado em relato real (Imagem: Reprodução / Instagram)
Durante a live do lançamento do curta-metragem O Casaco, realizada na última quinta-feira (25), Dandara Mariana, que protagoniza a produção, se destacou ao falar sobre racismo.
A trama escrita e dirigida por Ernani Nunes é uma adaptação do relato real de injúria racial, sofrida por Karina Fernandes, há três anos. Na época, a mulher negra foi acusada por uma vendedora de loja de roupar seu próprio casaco no estabelecimento que fica em Madureira, no Rio de Janeiro.
Na conversa online, Dandara falou sobre o curta e opinou sobre os casos de racismo em consequência da política de segurança pública. “É política de extermínio. A polícia que matou Agatha, Miguel, e tantos outros, é a mesma, que a nível mundial, asfixiou George Floyd“, afirmou a atriz.
A polícia é treinada para matar, não para prender. O que a polícia faz em Madureira ela não faz no Leblon, para quem mora no Leblon. As balas da polícia têm CEP“, analisou.
Dandara Mariana ainda colocou em discussão a falta de representatividade dos negros nas artes e na cultura. “Escutamos nossa história de forma errada nas escolas, ela não tem registro e ainda querem apagá-la. Meu Deus”, disse.


Nenhum comentário:

Postar um comentário