Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de junho de 2020

É Fake News
Ministério da Educação desmente postagens ofensivas atribuídas a Decotelli
Circulam nas redes sociais alguns posts no Twitter que, supostamente, foram feitos pelo novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva.
reprodução

Circulam nas redes sociais alguns posts no Twitter que, supostamente, foram feitos pelo novo ministro da Educação,  Carlos Alberto Decotelli da Silva. Nos tuítes, Decotelli teria ofendido o ator Bruno Gagliasso, a jornalista Miriam Leitão, o humorista Marcelo Adnet e também alguns ministros do Supremo Tribunal Federal.
Essa informação é falsa. Os tuítes que circularam nas redes sociais não foram publicados pelo novo ministro da Educação. Em uma conta oficial, verificada pelo Twitter, o Ministério da Educação informou que Decotelli não possui conta na rede social e, dessa forma, não foi o autor das postagens ofensivas.
“O Ministério da Educação informa que o novo ministro da pasta, Carlos Alberto Decotelli, não possui perfil na rede social Twitter. Todas as contas registradas com o nome do ministro são, portanto, falsas.”, esclareceu o Ministério da Educação.
Portanto, embora usasse o mesmo nome e foto do novo ministro da educação, o perfil era falso. O perfil, @decotelli1, que foi utilizado para fazer as postagens ofensivas, não está mais ativo.
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informou na última quinta-feira (25) que o professor, Carlos Alberto Decotelli da Silva, é o novo ministro Educação. Decotelli irá substituir Abraham Weintraub, que deixa o cargo após 14 para assumir a posição de  representante do Brasil no Banco Mundial, em Washington (EUA). Ao anunciar a nomeação de Decotelli Bolsonaro postou em sua conta do Twitter uma foto dos dois juntos e uma pequena biografia.
Conteúdo de fact-checking do Pipeify.

Nenhum comentário:

Postar um comentário