Páginas

Pesquisar este blog

quarta-feira, 17 de junho de 2020

É falso que o uso máscaras de tecido causa infecção na garganta
Circula nas redes sociais uma publicação afirmando que que o uso de máscaras caseiras é ineficaz para conter a passagem do vírus causador da Covid-19.
reprodução

Circula nas redes sociais uma publicação afirmando que que o uso de máscaras caseiras é ineficaz para conter a passagem do vírus causador da Covid-19. Segundo o post, o vírus seria capaz de passar pela trama do tecido. A mensagem ainda afirma que o uso desse tipo máscaras, além de não proteger, aumentaria as chances de desenvolver síndromes respiratórias e infecções de garganta.
© Fornecido por Pipeify“Você sabia que os buracos em um tecido são MILHÕES a BILHÃO de vezes maiores do que um vírus? Sabia que um tecido na cara e nada é a mesma coisa para passagem de vírus? Sabia que roupas laboratoriais antivírus são quase tão pesadas e parecidas como as roupas de astronautas? Sabia que máscara caseira não protege P… NENHUMA? e ainda aumenta a chance de você desenvolver síndromes respiratórias e infecções na garganta?… Apenas as pessoas sintomáticas devem usar máscara…” – Publicação que circula no Facebook. (Fonte: Reprodução/Facebook)
Essa informação é falsa. Especialistas afirmam que as máscaras caseiras, confeccionadas em tecido, apesar de não serem recomendadas para profissionais da saúde, são de fato eficazes para o uso comum, como ir ao supermercado, usar transporte publico, ou circular em locais fechado.
Diferentemente dos profissionais da saúde, o resto da população não está em contato diretamente com o vírus, dessa forma, as máscaras funcionam como uma barreira física, protegendo contra elementos que podem carregar o vírus, como gotículas de saliva eliminadas na fala, espirro ou tosse.
Considerando que o vírus não é transmitido solto no ar, mas sim, em gotículas e secreções expelidas por pessoas contaminadas, as máscaras impedem que as mucosas e vias respiratórias das pessoas que as usam entrem em contato com as secreções contaminadas.
Além disso, o uso das máscaras não apresenta nenhum risco à saúde. As máscaras protegem, evitando o contato com o coronavírus, ou qualquer outro agente infeccioso, desde que usadas corretamente. É importante que as máscaras sejam higienizadas após o uso e trocadas a cada duas horas, além disso, deve-se sempre lembrar de cobrir nariz, boca e queixo e não toar o rosto enquanto estiver fora de casa.
Portanto, é falso que as máscaras caseiras não protegem e possam causas infecções respiratórias. Desde que o uso geral passou a ser recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), no início de abril, muitas pessoas mal-intencionadas criaram boatos contra essa medida de proteção. A recomendação dos especialistas é de que as pessoas continuem usando as máscaras, tendo os devidos cuidados com higiene e, se possível, mantendo o isolamento social para diminuir a propagação do coronavírus.
Conteúdo de fact-checking do Pipeify.
Mariana Domingos
Pipeify
fonte:msn

Nenhum comentário:

Postar um comentário