Páginas

Pesquisar este blog

terça-feira, 28 de julho de 2020

Porteiro de prédio é agredido com socos, chutes e arma de choque, após reclamação por som alto em Curitiba, diz polícia
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
Foto: Reprodução/RPC

Câmeras de segurança registraram ação de três pessoas suspeitas de cometerem as agressões; funcionário sofreu ferimentos e prestou depoimento nesta segunda-feira (27).
Por RPC Curitiba
A Polícia Civil investiga três pessoas suspeitas de agredir um porteiro de um prédio em Curitiba, após uma reclamação por motivo de som alto.
De acordo com a polícia, o trabalhador foi agredido após pedir para que um dos suspeitos, que é morador do prédio, abaixar o volume do som do carro.
O suspeito, que chegava com o veículo no prédio, segundo a polícia, não gostou da abordagem do funcionário e iniciou as agressões. Em seguida, outras duas pessoas também começaram a agredir o porteiro.
Câmeras de segurança do prédio registraram o caso. As imagens são analisadas pela investigação.
A polícia informou que os suspeitos deram chutes, socos e dispararam duas vezes contra o porteiro com uma arma de choque.
O funcionário, de 53 anos, sofreu ferimentos e, nesta segunda-feira (27), após receber alta, prestou depoimento à Polícia Civil.
O delegado Gutemberg Ribeiro, que investiga o caso, informou que os três jovens foram identificados e que vão ser intimados para prestar depoimento.
"A vítima foi designada à pericia junto ao Instituto Médico-Legal para sabermos se há lesão leve ou grave, e as circunstâncias. É uma pessoa de certa idade, trabalhador. A gente pode dizer que foi uma banalidade e até uma agressão absurda e injusta", disse o delegado.
De acordo com o delegado, os suspeitos podem responder pelo crime de lesão corporal.
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Nenhum comentário:

Postar um comentário