Páginas

Pesquisar este blog

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Consumidores devem planejar orçamento durante pandemia
Nenhuma descrição de foto disponível.
Foto: Pexels

Diante da preocupação de muitos com a vida financeira, especialista explica qual a maneira correta de poupar dinheiro no cenário atual
REGIÃO - DA REDAÇÃO / O Imparcial Presidente Prudente
Desde que o isolamento social começou, várias incertezas pairam sobre diversos aspectos do cotidiano. Uma delas é a vida financeira. Cada pessoa tem administrado seus ganhos como julga necessário. Mas, afinal, qual a maneira correta de poupar dinheiro diante do cenário atual? A docente Marianna Bravo, da área de gestão e negócios do Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) de Presidente Prudente dá algumas dicas para esse momento. Confira:
Como planejar meu orçamento para este período?
Liste tudo aquilo que é essencial para você e sua família. Classifique essas essencialidades em uma ordem de importância. Verifique onde você mais gasta o seu dinheiro e, se possível, reduza seus gastos, renegocie suas dívidas e corte os gastos desnecessários. Tenha um controle de todas as suas entradas e saídas de recursos.
Compras por impulso podem atrapalhar no orçamento neste momento? O recomendado é comprar somente o essencial?
O consumo desenfreado e inconsciente não é o melhor amigo para aqueles que buscam fechar o mês no azul. Dessa forma, sempre devemos nos atentar para os nossos gastos, analisá-los de uma perspectiva de prioridades e essencialidades. Em tempos incertos, o recomendado é que tenhamos cautela em nossos gastos.
Quanto do meu salário devo poupar/investir?
Recomenda-se que entre 10 e 30% do seu rendimento deve ser poupado/investido. Entretanto, caso ainda não tenha iniciado essa prática ou não seja possível poupar/investir esses valores, neste momento, é importante que a pessoa comece a destinar aquilo que for possível para fins de investimento.
Como devo investir meu dinheiro? Guardar na poupança é o correto?
Guardar na poupança é uma das formas de investimento, entretanto, com menor retorno, onde o rendimento acaba sendo baixo e de pouca atratividade para o investidor. Existem outras formas de investimentos que podem ser mais vantajosas e dar um retorno melhor. Nesse momento, é necessário estudar os produtos disponíveis no mercado que lhe trarão melhores resultados. Aplicações de renda fixa, renda variável, CDB (certificado de depósito bancário), Tesouro Direto, fundos imobiliários, ações e até mesmo investimento em novos empreendimentos são alguns exemplos de produtos. É importante que, ao analisar os resultados, o investidor balanceie com os possíveis riscos desse investimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário