Páginas

Pesquisar este blog

sábado, 22 de agosto de 2020

Liga Europa é com eles: Sevilla bate a Inter de Milão e conquista o hexa
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas praticando esportes
(Foto : Wolfgang Rattay/Reuters)
Com gol contra de Lukaku após bicicleta do zagueiro brasileiro Diego Carlos, espanhóis ampliam vantagem como maiores campeões do torneio. De Jong marca duas vezes e também é herói
Na final de uma edição histórica, com uma só sede e jogos únicos a partir das oitavas de final, ergueu a taça da Liga Europa 2019/20 o time mais acostumado a conquistas na competição. Em Colônia, na Alemanha, o Sevilla saiu atrás logo no começo, mas foi buscar vitória por 3 a 2 sobre a Internazionale para faturar o seu hexacampeonato. De Jong, duas vezes, e Lukaku, contra após bela bicicleta de Diego Carlos, marcaram os gols dos espanhóis. Godín e o próprio Lukaku descontaram para o time italiano.
De vilão a herói...
O gol do título nasceu dos pés do zagueiro brasileiro Diego Carlos, que, assim como nas quartas e na semifinal, cometeu pênalti no primeiro tempo da partida decisiva. Lukaku converteu logo aos 4 minutos, mas a redenção do camisa 20 do Sevilla veio de forma gloriosa, com a bela conclusão de bicicleta aos 28 minutos do segundo tempo. A princípio, a Uefa deu o gol para o brasileiro, mas acabou mudando depois e decretando gol contra para o belga. Substituído perto do fim, Diego se emocionou no banco de reservas.
... e de herói a vilão
Decisivo com gols em todos os jogos do mata-mata, Lukaku abriu o placar da final, mas viu o céu virar inferno no segundo tempo. Primeiro, ele desperdiçou chance cara a cara com Bono quando a partida estava empatada por 2 a 2. Depois, tentou afastar após bicicleta de Diego Carlos e mandou para a própria rede.
Dedo do treinador
Ex-Real Madrid e seleção espanhola, Julen Lopetegui levantou seu primeiro troféu na carreira de técnico profissional. E pode dizer que teve uma mexida crucial no time para a conquista. Em relação ao time que começou jogando a semifinal, o Sevilla entrou com apenas uma mudança: De Jong no lugar de En-Nesyri. E foi justamente o holandês que marcou, de cabeça, os dois primeiros gols dos campeões.
A imagem pode conter: 18 pessoas
(Foto : Ina Fassbender/Reuters)

Nenhum comentário:

Postar um comentário