Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 2 de agosto de 2020

No sonho do tetra

Corinthians enfrenta o Mirassol para brigar por título inédito

por Estadão Conteúdo

Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Treino do Corinthians que enfrenta o Mirassol neste domingo, às 16h, em sua Arena, em Itaquera
Embalado por três vitórias nos três jogos após a retomada do futebol, o Corinthians enfrenta o Mirassol neste domingo, às 16h, em sua Arena em Itaquera. A equipe alvinegra conseguiu uma classificação improvável para o mata-mata, ao contar com duas derrotas do Guarani, e avançou para a semifinal com triunfo por 2 a 0 sobre o Red Bull Bragantino. Do outro lado, a "zebra" Mirassol também conquistou feito improvável: passou pelo São Paulo nas quartas de final, com vitória por 3 a 2 no Morumbi, depois de ter perdido 18 jogadores durante a paralisação do Paulistão.
Autor do segundo gol do Corinthians contra o Bragantino, o atacante Jô evitou falar de favoritismo e de uma possível final diante do rival Palmeiras. "O Mirassol não caiu de paraquedas, fez por merecer na competição, fizeram um jogo muito bom com o São Paulo e estão na semifinal. Vamos respeitar, como fizemos com o Bragantino. Ninguém ganha jogo antes do apito, é nos 90 minutos, dedicando-se. Vai haver respeito, mas com nossa imposição. Temos nossas estratégias, é jogo único, não pode haver erros. Sabemos que será um jogo difícil", afirmou Jô, que voltou a jogar na última quinta-feira depois de quase oito meses parado.
O técnico Tiago Nunes não tem novos desfalques para escalar o Corinthians. Pelo contrário: pode ganhar duas opções. O volante colombiano Cantillo está melhor fisicamente após se curar do coronavírus, e o atacante Everaldo recuperou-se de dores musculares. O centroavante argentino Mauro Boselli segue fora depois de passar por cirurgia no rosto.
Assim como Jô, o técnico Tiago Nunes disse que o adversário da semifinal não é surpresa. "Não tem nada de zebra, o Mirassol chegou por méritos próprios, por seu esforço, sua qualidade de jogo, seu grande trabalho, seu treinador, sua continuidade, sua estrutura. Respeitamos muitos eles. Sabemos que eles têm uma equipe competitiva, que tenta jogar um bom futebol, teremos que fazer um grande jogo para conquistar a vaga na final."
Mirassol
Do lado do Mirassol, o técnico Ricardo Catalá admitiu que não imaginava estar na semifinal do Paulistão. "O futebol nem te permite pensar muito o futuro, com meses de antecedência. No futebol você só pensa o que vai ter daqui três dias. Sempre tem um desafio que te impede de pensar muito lá adianta. O futebol é muito instável. O futebol vive de resultados", disse o treinador.
A tendência é de que Catalá não faça alterações na equipe que iniciou o jogo contra o São Paulo. O treinador perdeu 18 jogadores, promoveu jovens da base e contou com a estrela de Zé Roberto, atacante inscrito na última terça-feira que marcou dois gols no Morumbi. Se já estava surpreso em chegar à semifinal, ele sabe que avançar à decisão inédita para o Mirassol seria uma façanha enorme. Ainda mais contra o Corinthians, que sonha em conquistar o Paulistão pela quarta vez consecutiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário