Páginas

Pesquisar este blog

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Pesquisa aponta inflação de 4,05% na cesta básica durante o período da pandemia da Covid-19 em Presidente Prudente
Foto: Toledo Prudente

Levantamento foi realizado em seis supermercados e levou em consideração os valores de março e agosto de 2020.
Por G1 Presidente Prudente
Uma pesquisa realizada em seis supermercados de Presidente Prudente constatou inflação de preços de 4,05% se comparados os meses de março e agosto de 2020.
O levantamento feito pelo Índice de Preços Toledo (IPT) teve o objetivo de comparar os valores dos itens da cesta básica antes da determinação de isolamento social e fechamento total ou parcial de estabelecimentos considerados não essenciais, e o período atual.
O consumidor que gastava R$ 645,66 para comprar a cesta básica do IPT passou a desembolsar, em média, R$ 671,79 durante a pandemia da Covid-19.
O grupo de Alimentos apresentou inflação de 5,98%, com destaque para os seguintes produtos: queijo muçarela (kg), com aumento de 44,79%; óleo de soja (900ml), que obteve alta de 24,82%; arroz tipo 1 (5kg), com inflação de 23%; e cebola (kg), com elevação de 12,36%.
O grupo de Higiene Pessoal também apresentou alta nos preços no comparativo com o mês de março, totalizando o aumento de 2,18%, com destaque para papel higiênico (4 unidades com 30 metros e folha simples), que apresentou acréscimo de 27,69%, e xampu (340-350ml), com escalada de 6,28%.
Em contrapartida, o grupo de Artigos de Limpeza apresentou deflação de 14,72%, com destaque para o desinfetante (tipo pinho – 500ml), que registrou baixa de 29,47%, e o detergente líquido (500ml), com queda de 13,02%.
De acordo com o IPT, devido às promoções, variedades e disponibilidade de produtos nos estabelecimentos, alguns itens apresentaram uma considerável diferença de preços entre os locais pesquisados, como a batata (kg), que variou entre R$ 1,67 e R$ 3,99, resultando numa diferença de 138,92%, e a linguiça fresca (kg), que variou entre R$ 9,99 e R$ 15,74, resultando numa diferença de 57,56%.
Ainda segundo o IPT, a concorrência entre os supermercados dá ao consumidor a oportunidade de economizar até 47%, pois, comprando uma unidade de cada produto pelo maior preço, ele gastaria R$ 309,88. Já se a sua compra fosse feita pelo menor preço de cada produto, o total gasto seria de R$ 211,33, economizando assim o valor de R$ 98,55.
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário