Páginas

Pesquisar este blog

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

Polícia Civil 'fecha' bar que funcionava como ponto de tráfico
A imagem pode conter: carro e atividades ao ar livre, texto que diz "PAULO POLÍCIA CIVIL Delegacia de Investigações Gerais Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes P.25695 Policia Civil P-25695"
Foto: Polícia Civil

Proprietário confessou a prática e disse que vendia os entorpecentes para uma terceira pessoa

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI /O Imparcial Presidente Prudente
Um homem de 43 anos foi preso em Dracena por suspeita de manter um bar de fachada para a venda e consumo de entorpecentes. O flagrante ocorreu na quinta-feira, no Jardim Alvorada, próximo à área central do município.
As investigações foram comandadas pela DIG/Dise (Delegacia de Investigações Gerais/Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) após denúncia.
De acordo com a Polícia Civil, as informações recebidas diziam que o acusado mantinha o estabelecimento para o tráfico de drogas, e que permitia o consumo do entorpecente dentro do bar.
Diante da denúncia os agentes passaram a monitorar o local. Ontem, observaram o entra e sai de alguns indivíduos, aparentemente usuários de drogas. Em determinando momento, viram que o alvo entregou algo a uma mulher dentro do estabelecimento.
Segundo a Polícia Civil, o que parecia ser um papelote com droga foi aberto e a investigada fez gesto de que iria consumir a substância. Foi então que os policiais entraram no bar e abordaram a dupla.
Indivíduo confessou a prática
Os acusados estavam próximos a um balcão, onde foi encontrada uma porção de crack e um cachimbo artesanal utilizado para consumir a droga.
Durante as buscas no estabelecimento, os policiais encontraram duas porções de cocaína e mais 20 de crack embaladas, o que significa que já estavam prontas para venda.
Em conversa com a equipe o homem disse que vendia as drogas para uma terceira pessoa, no entanto, não quis informar o nome. Conforme a Polícia Civil, ele ainda alegou que mantinha o comércio ilícito para sustentar o vício.
Ao término do flagrante os abordados foram levados à sede da DIG/Dise onde foi elaborado o boletim de ocorrência sobre tráfico de drogas.
De acordo com a polícia, o homem é reincidente na prática e também possui antecedente por violência doméstica. Ele permaneceu detido e a mulher responderá em liberdade por posse de drogas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário