Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Santos vence na Vila Belmiro e impede liderança do Athletico
Soteldo comemora após marcar em Santos x Athletico
 (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Soteldo, Felipe Jonatan e Marinho definem primeira vitória do Peixe e primeira derrota do Furacão no Campeonato Brasileiro
O Santos bateu o Athletico por 3 a 1 na noite deste domingo, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Soteldo e Felipe Jonatan, ainda no primeiro tempo, e Marinho, na etapa final, fizeram os gols do Peixe. Abner descontou. Pressionado por seis jogos sem vitórias, o Peixe espantou a má fase e impediu que o Furacão mantivesse a liderança que havia conquistado na rodada anterior. Foi a primeira vitória santista e a primeira derrota atleticana na edição de 2020 do campeonato.
Na tabela
Com a primeira vitória no Brasileirão, o Santos pulou para quatro pontos, na oitava colocação. O Athletico, ao perder os 100% de aproveitamento, deixou a liderança e caiu para a quinta colocação, com seis pontos – empatado em pontos com três equipes, mas atrás de todas elas nos critérios de desempate.
Próximos jogos
As duas equipes voltam a campo no meio de semana pelo Brasileirão. O Athletico joga na quarta-feira, na Arena da Baixada, contra o Palmeiras, às 19h30. O Santos tem compromisso no dia seguinte. Às 19h15, visita o Sport na Ilha do Retiro.
O cara do jogo
Marinho comemora terceiro gol do Santos
 (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Marinho acabou com o jogo. O atacante esteve envolvido nos três gols do Santos. Deu assistências para os dois primeiros, de Soteldo e Felipe Jonatan, e ainda fez o terceiro.
Duas lesões no mesmo jogo
Vladimir e Lucas Veríssimo se lesionam no mesmo lance
(Foto: FERNANDA LUZ/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO)
Apesar da vitória, o Santos viveu um drama. No mesmo lance, viu o zagueiro Lucas Veríssimo e o goleiro Vladimir se lesionarem. Eles tiveram um choque feio ao cortar um ataque perigoso do Athletico. Veríssimo, atingido no joelho, foi o primeiro a sair, aos 25 minutos do primeiro tempo. Vladimir aguentou mais nove minutos, mas também acabou vencido pelas dores. Saiu de campo chorando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário