Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Sevilla vence de virada Manchester United e vai em busca da sexta Liga Europa
O atacante holandês De Jong marca o gol da virada do Sevilla sobre o Manchester United, garantindo a equipe espanhola na final da Liga Europa© INA FASSBENDER O atacante holandês De Jong marca o gol da virada do Sevilla sobre o Manchester United, garantindo a equipe espanhola na final da Liga Europa
O Sevilla venceu de virada o Manchester United por 2 a 1 neste domingo, na cidade alemã de Colonia, e garantiu vaga na final da Liga Europa, onde irá tentar ampliar seu recorde de cinco títulos na competição continental. 
O adversário dos espanhóis vai sair nesta segunda-feira, na semifinal entre a italiana Inter de Milão e o ucraniano Shakhtar Donetsk, que se enfrentam a partir das 16h00 (hora de Brasília) na cidade alemã de Düsseldorf. 
No confronto deste domingo, os ingleses abriram o placar com pênalti cobrado pelo português Bruno Fernandes (aos 9), atual artilheiro da competição com oito gols. A virada espanhola veio com Suso (26) e De Jong (78).  
A final do torneio europeu será na sexta-feira, dia 21 de agosto, em Colonia, sem a presença de público. 
- Pressão inglesa -
A partida começou com o time inglês ameaçando o gol adversário logo no primeiro minuto, através do meia Bruno Fernandes, que soltou uma bomba que explodiu na marcação. 
Cinco minutos depois, pênalti para a equipe da cidade de Manchester, após falta sofrida por Rashford. Bruno Fernandes foi para cobrança e marcou, ampliando para oito o número de gols na liderança da artilharia da Liga Europa. 
O resultado adverso afetou a equipe espanhola, que passou a trocar passes sem efetividade e quase levou o segundo gol em seguida. Aos 13, em um contra-ataque puxado pelo meia português, o volante Fred recebeu livre dentro da área, mas finalizou para fora, à esquerda do goleiro Bono. 
O Sevilla acordou e teve o primeiro lance de perigo com o meia Ocampos (15), que chegou na área adversária e bateu quase sem ângulo pelo lado esquerdo, obrigando o goleiro De Gea a espalmar. 
O time espanhol passou a ter mais posse e a insistir em bolas levantadas na área inglesa. Após algumas tentativas frustradas, o lateral-esquerdo Reguillón foi à linha de fundo e cruzou, encontrando o meia Suso na segunda trave para mandar para a rede (26) e igualar o placar. 
Apesar de terem menos posse de bola, os ingleses permaneceram mais tempo no campo de ataque e tiveram mais três boas chances para desempatar. 
A primeira, numa cobrança de falta do atacante Rashford, espalmado por Bono (38). Seis minutos depois, o atacante do Manchester dominou pela esquerda, puxou para o meio e chutou para fora à direita de Bono. Já nos acréscimos da primeira etapa, Bruno Fernandes recebeu fora da área e mandou uma bomba, obrigando o goleiro do Sevilla a fazer grande defesa (46). 
- Bono brilha -
Com onze finalizações contra quatro dos espanhóis na etapa inicial, os ingleses voltaram à carga logo no início do segundo tempo. Greenwood recebeu passe de Bruno Fernandes e avançou em direção a Bono, que salvou no último instante o chute cruzado do adversário.
 Nos seis minutos seguintes, o Manchester teve três oportunidades com o atacante Martial, que na primeira foi cortado pela defesa e nas duas seguintes viu o goleiro da equipe espanhola fazer duas belas intervenções. 
Diante da incapacidade de finalização de sua equipe, o técnico Julen Lopetegui promoveu algumas substituições para dar mais ofensividade ao Sevilla. 
E uma delas foi providencial, com a entrada do atacante De Jong no lugar do companheiro de posição En-Nesyri. 
E na primeira ação de perigo espanhola na etapa complementar, De Jong apareceu sozinho na pequena área após cruzamento pela direita e finalizou para virar o placar. 
Para tentar se recuperar, o treinador do Manchester United, Ole Solskjaer, fez quatro substituições nos minutos finais da partida, que mantiveram a pressão inglesa diante de um adversário que se manteve todo no campo de defesa, segurando o resultado. 
Apesar da postura defensiva, quase que o Sevilla ampliou, quando (90+4) novamente De Jong puxou um contra-ataque, mas demorou para tocar para o meio, sendo desarmado. 
Com o apito final, além de ir em busca do sexto título na Liga Europa, o Sevilla garantiu a presença de um clube espanhol na decisão de um torneio europeu nesta temporada, após a eliminação do Barcelona e do Atlético de Madrid nas quartas de final da Liga dos Campeões.
- Ficha técnica da partida Sevilla-Manchester United (2 a 1), semifinais da Liga  Europa:
Estádio: RheinEnergieStadion (Colonia)
Público: a portas fechadas por conta da pandemia
Árbitro: Dr. Felix Brych (ALE)
Gols:
Sevilla: Suso (26), L. de Jong (78)
Manchester United: Bruno Fernandes (9, de pênalti)
Cartões amarelos:
Sevilla: Carlos (22), Munir (86)
Manchester United: Williams (17), Rashford (67), Maguire (86)
Equipes:
Sevilla: Yassine Bounou - Jesús Navas (cap), Diego Carlos, Jules Kounde, Sergio Reguilón - Joan Jordan (Nemanja Gudelj 87), Fernando, Ever Banega - Suso (Franco Vázquez 75), Youssef En-Nesyri (Luuk De Jong 56), Lucas Ocampos (Munir 56). DT: Julen Lopetegui.
Manchester United: David De Gea - Aaron Wan-Bissaka (Timothy Fosu-Mensah 87), Victor Lindelöf, Harry Maguire (cap), Brandon Williams (Daniel James 87) - Fred, Bruno Fernandes - Paul Pogba - Mason Greenwood (Odion Jude Ighalo 90+3), Anthony Martial, Marcus Rashford (Juan Mata 87). DT: Ole Gunnar Solskjaer.
bur/dr/pm/lca

Nenhum comentário:

Postar um comentário