Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Whindersson oferece tratamento psicológico à criança grávida por estupro
© reprodução/Instagram
caso da menina de 10 anos que ficou grávida do tio devido a um estupro comoveu Whindersson Nunes. Neste domingo,16, o humorista foi ao Twitter comentar o episódio e se prontificou a custear a assistência psicológica necessária à criança.
“A Terra devia estar em paz com tantos Jesus nas redes sociais, tantos imaculados. Me preocupa o tanto de atrocidades que essa criança vai ouvir no decorrer da vida. Alguém da família entre em contato, quero ajudar com toda assistência psicológica até os 18 anos”, escreveu Whindersson.

O nome da criança e o local onde ela se encontrava foram divulgados pela militante bolsonarista Sara Fernanda Giromini, conhecida como Sara Winter. Depois disso, manifestantes religiosos se reuniram em frente ao hospital para impedir a entrada da equipe médica.

Entenda o caso

O caso veio à tona no dia 8 de agosto, quando a menina foi atendida em uma hospital da cidade, que confirmou a gravidez após a realização de exames. A Justiça expediu um mandado de prisão preventiva contra o tio da garota na última quarta-feira, 12, mas ele está foragido.
A criança disse à polícia que ela era abusada desde os 6 anos, mas que não o denunciou por medo, já que ele a ameaçava de morte.
O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Idoso (DPCAI) de São Mateus.
A criança foi levada pelo Conselho Tutelar para um abrigo, onde tem recebido apoio médico, social e psicológico.

Identifique os possíveis sinais de um abuso

Não é fácil notar sinais físicos de um abuso sexual, mas é possível que a criança tenha alterações no seu comportamento, como: irritação, ansiedade, dores de cabeça, alterações gastrointestinais frequentes, rebeldia, raiva, introspecção ou depressão, problemas escolares, pesadelos constantes, xixi na cama e presença de comportamentos regressivos (por exemplo, voltar a chupar o dedo). Outro sinal de alerta é quando a criança passa a falar abertamente sobre sexo, de forma não-natural para a sua idade, física e mental.
Se você notar algum desses sinais, tome cuidado com a sua reação, porque ela pode fazer com que a criança se sinta ainda mais culpada. O importante é apoiar a criança, escutar o que ela tem a dizer e não duvidar da sua palavra. Busque ajuda e orientação profissional para que o seu filho consiga falar sobre o ocorrido e lidar com o fato.
Catraca Livre
fonte:msn

Nenhum comentário:

Postar um comentário