Páginas

Pesquisar este blog

terça-feira, 8 de setembro de 2020

Claudia Raia contracenou com ex-maridos em ‘Sassaricando’, de volta no Viva: ‘É, no mínimo, curioso’

Claudia Raia define Tancinha: “Jeito ingênuo, corpo de mulherão” Foto: Iude Richelle/Reprodução de Instagram
Naiara Andrade
 Foto: Iude Richelle/Reprodução de Instagram
Quando Silvio de Abreu escreveu “Sassaricando”, o fez no intuito de o saudoso Paulo Autran brilhar na pele do protagonista Aparício Varela, idoso que começa a aproveitar a vida após a morte da mulher, uma ricaça megera. Por ocasião da estreia da novela na Globo, em 1987, o autor contou que queria valorizar a possibilidade de ser feliz na velhice. Mas foi a jovialidade da ingênua e estabanada Tancinha, vivida por Claudia Raia, que encantou o Brasil e marcou a carreira da atriz para sempre. Nesta terça-feira (dia 8), ela estará de volta à TV, para o deleite dos telespectadores do canal Viva: a novela começa a ser reprisada no horário das 14h30, com reapresentação à 0h45, de segunda-feira a sábado.
— Tancinha foi a grande explosão da minha carreira. Já no começo, deu para ver que a personagem tinha pegado. A primeira cena dela, na feira, é hilária, gente! Tancinha cativou o público com aquele jeito ingênuo no corpo de um mulherão, era do bem, divertida, engraçada. E ainda tinha o sotaque, o jeito de falar marcado e errado — relembra Claudia Raia, aos risos: — Isso, aliás, me dava um trabalho! Depois que eu dizia uma palavra errada, tinha que mantê-la igual pelo resto da novela. Amor, eu anotava todas!
“Olha os melão!”, é um dos bordões da feirante Tancinha Foto: Reprodução de TV
Mas nem tudo foram louros colhidos. A atriz também recebeu críticas ferozes pela composição da personagem:
— Criticavam o sotaque dela, o jeito dela... Tancinha gesticulava muito, era um tipo muito marcante, né!? Mas Silvio me apoiou: “Não mude nada, nenhuma vírgula, mantenha-se firme. Tenha a certeza de que será um grande sucesso”. E assim foi. Ela caiu nas graças do público de uma maneira impressionante — relembra a atriz, que ganhou a confiança do autor enquanto interpretava Edwiges, em “O outro” (1987), e recebeu o convite para o papel num dos corredores da Globo: — Ele virou para mim e falou: “Eu acho você muito talentosa. Estou escrevendo uma personagem para você na minha nova novela das sete. Queria que você aceitasse. É comédia, acho que você vai fazer lindamente”.
Claudia, então, “agarrou” Tancinha com toda vontade. Fez aulas de prosódia e visitou feiras no bairro paulistano do Brás. Seus bordões eram “Olha os melão!”, “Me tô divididinha” e “Não me enche os pacová”.
— O resultado foi ainda mais impressionante do que eu sonhava. Tancinha entrou para o rol de grandes personagens da teledramaturgia brasileira — celebra a atriz, hoje com 53 anos de idade, 36 deles na TV.
Claudia e Alexandre Frota tinham poucos meses de casados quando fizeram par em “Sassaricando” Foto: Irineu Barreto/ Abril de 1988
Paralelamente à volta de “Sassaricando” no Viva, a Globo anunciou a reprise de “Haja coração” às sete, em substituição a “Totalmente Demais”, a partir de 12 de outubro. A obra de Daniel Ortiz é, justamente, uma releitura da de Silvio de Abreu, com Mariana Ximenes como Tancinha:
— Vai ser muito interessante acompanhar as duas tramas, ver como foi feita essa transposição. E ter Tancinha em dose dupla nunca é demais (risos)! Mari, minha “filhota do coração”, a fez de maneira brilhante. Ainda tive a sorte de encontrá-la em cena, quando a personagem vai me assistir no teatro. Foi muito especial!
Na novela, Celulari era Guel, irmão de Tancinha: cinco anos depois, os dois atores se casariam Foto: Reprodução de TV
Em cena com dois ex-maridos
Claudia tinha poucos meses de casada com Alexandre Frota, quando Tancinha e Apolo, seus personagens, formaram um triângulo amoroso com Marcos Frota (Beto), em “Sassaricando”. A intimidade real contribuiu para a ficção:
— Conhecer e ter química ajuda, mas não é tudo. Tanto que Tancinha terminou a novela com Beto (Apolo também se deu bem, encontrando a “verdadeira Claudia Raia” no final). Em casa, eu e Alexandre trocávamos sobre a novela, passávamos o texto juntos. Nós dois estávamos num momento profissional muito especial, eram os primeiros grandes papéis, meu e dele.
Como coincidência pouca é bobagem, olha só quem interpretava Guel, irmão de Tancinha: Edson Celulari. Cinco anos depois, contracenando em “Deus nos acuda”, os dois se apaixonaram e se casaram.
— Olhar aquele cenário nos dias de hoje é, no mínimo, curioso. Na época, Edson era casado, e eu também, com Alexandre. Nós tínhamos uma relação ótima de colegas, nos dávamos muito bem — comenta Claudia, admirada.
Claudia com Jarbas, Enzo e Sophia: família pode aumentar Foto: Reprodução de Instagram
Hoje, casadíssima com o ator, bailarino e apresentador Jarbas Homem de Mello, de 50 anos, e mãe de Enzo, de 23, e Sophia, de 17, do casamento com Celulari, Claudia planeja ter mais filhos, antes de se tornar avó. Ela congelou óvulos.
— Temos o plano, mas não uma data em vista ainda. Pelo Jarbas, já teríamos tido, eu que segurei mais (risos) — conta a artista, entregando que Enzo e Sophia também estão animados com a possibilidade de a família crescer: — Minhas filhas do coração (ela foi mãe de Mariana Ximenes, Paolla Oliveira, Fernanda Souza, Isabelle Drummond e Marcella Rica em novelas) são consideradas como irmãs por eles, é muito bonitinho de ver.
Já seu livro de memórias tem, sim, previsão de lançamento:
— Deve sair em novembro. Já está pronto, estamos trabalhando agora no título e na capa. Podem esperar uma obra leve, divertida, interessante e com histórias emocionantes. Claro, vou contar muitas coisas inéditas. Eu sempre brinco que minha vida é composta por esquetes de comédia (risos).
fonte:https://extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário