Páginas

Pesquisar este blog

sábado, 26 de setembro de 2020

Com forte escolta, Cruzeiro deixa o Mineirão sob protestos


Foto: Gabriel Duarte


Integrantes de organizadas gritaram palavras de ordem e pediram para jogadores aparecerem após derrota na Série B
Por Gabriel Duarte — De Belo Horizonte
Os jogadores do Cruzeiro enfrentaram um novo protesto, após a derrota por 1 a 0 para o Avaí, nesta sexta, no Mineirão, pela Série B. Cerca de 30 integrantes de organizadas estavam no momento da saída do ônibus do estádio e gritaram palavras de ordem contra os jogadores.
As organizadas pediram raça aos atletas e para que eles "aparecessem" nas janelas. O ônibus saiu sob forte escolta policial. Pelo menos 10 viaturas, juntando as que realizaram a escolta às que estavam à porta do estádio monitoraram a situação. O ônibus do clube saiu escoltado com três viaturas da Polícia Militar. Membros da PM precisaram afastar alguns torcedores que se aproximaram dos ônibus.
No momento do protesto, demais membros de organizadas estavam dentro do estádio, retirando faixas. Não é a primeira vez que protestos no Mineirão acontecem. Os jogadores já haviam passado por isso após a derrota para a Chapecoense, por 1 a 0, também na Série B.
A semana já havia sido conturbada, com um protesto na Toca da Raposa, na última terça-feira. Torcedores foram ao aeroporto, no último fim de semana, no desembarque do time, após derrota para o então lanterna CSA.
A fase do Cruzeiro é muito ruim na Série B. O time está com apenas oito pontos e na briga direta contra o rebaixamento (pode terminar a rodada no Z-4). Dos últimos oito jogos no torneio, a Raposa só venceu um.

Nenhum comentário:

Postar um comentário