Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Eva Wilma revela que usava 'cola' na época da televisão ao vivo

Eva Wilma lembra momentos marcantes dos 70 anos da televisão brasileira
Eva Wilma lembra momentos marcantes dos 70 anos da televisão brasileira Foto: Edilson Dantas
Maria Fortuna
foto: Edilson Dantas
Corria o ano de 1953 quando o diretor Cassino Gabus Mendes convidou Eva Wilma para estrear na TV Tupi, no seriado "Namorados de São Paulo", que depois mudou de nome para "Alô, doçura". Naquela época, pré-videotape, a transmissão era ao vivo, e Eva lembra que eram horas e horas de ensaio antes de os programas irem ao ar.

- Tudo era muito artesanal. A gente ensaiava e combinava tudo antes. Chegava no fim da tarde e era "vamos ao ar, salve-se quem puder" - diverte-se a atriz, de 86 anos, que está no ar em "Fina Estampa".

Muitas vezes, os atores escondiam pedaços de papel com o texto de seus personagens no cenário.

- Em São Paulo, se chamava cola, no Rio, dália (gíria inspirada na ocasião em que um ator colou seu texto num vaso de dálias). A gente usava a nossa marcação de cena para escolher peças do cenário por onde passávamos para colar a dália.

A atriz também se recorda que ficou craque em trocar de figurino rapidamente atrás de tapadeiras cenográficas que "protegiam" os atores da câmera.

- Tínhamos uma agilidade de circo para mudar a roupa e ainda olhar a dália ao mesmo tempo. Foi uma grande escola.

Para Eva, mesmo com todas transformações trazidas pelo tempo, a televisão, que estpa completando 70 anos no Brasil, tem seu lugar garantido. Ela destaca o atual cenário trazido pela pandemia do novo coronavírus como mais uma prova da força do aparelhinho.

- A TV ficará para sempre justamente pela capacidade de se reinventar, de criar coisas novas - afirma. - Acabei de ver "Amor e sorte", série rodada durante a pandemia. Que genial! Quando a câmera mostrou o making off, pudemos ver as câmeras, a maneira como as cenas foram feitas. Isso aproxima a TV do público. Foi uma grande inovação.
Leia a matéria completa sobre os 70 anos da televisão brasileira aqui.
fonte:https://extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário