Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Teleton terá edição praticamente 100% remota; palco ficará quase vazio


Eliana
Eliana no Teleton 2019; Edição de 2020 vai contar com a apresentadora, mais uma vez, como madrinha da campanha (Imagem: Reprodução / SBT)
Devido à pandemia do coronavírus, o SBT se cercou de várias medidas de segurança para evitar a disseminação da doença na edição 2020 do Teleton. A maratona beneficente deste ano está marcada para acontecer, se nada mudar, em 6 e 7 de novembro.
Segundo o Notícias da TV, a corrida de doações vai acontecer quase que em sua totalidade de forma remota. Com as orientações para evitar aglomerações, desta vez, não haverá plateia durante o programa.
Convidados e a bancada de influenciadores, que já se tornou tradição no show, também serão limados. Apenas dois apresentadores estarão no palco, em esquema de revezamento em diferentes horários. Os artistas não pisarão nos estúdios do SBT; as respectivas apresentações acontecerão por meio de mensagens e lives diretamente de suas casas.
De acordo com Norma Montovani, diretora-geral do Teleton no SBT, a emissora está adotando um rígido protocolo de segurança e cuidados com os seus colaboradores e convidados envolvidos na atração. 
“Por mais vazio que esteja o cenário deste ano, ele estará cheio de emoção, solidariedade e generosidade do povo brasileiro. O SBT acredita que há a possibilidade de fazer arrecadação bacana“, afirmou ela ao NTV.
Daniel e Eliana, padrinhos do evento, já estão confirmados para a abertura na sexta (6). Celso Portiolli e Maisa Silva foram convocados como padrinhos virtuais. Ao longo do sábado, Tiago, Silvia, Rebeca e Patrícia Abravanel, Ratinho, Luís Ricardo, Helen Ganzarolli, Danilo Gentili e Chris Flores se revezarão no comando da festa.
Dentre os artistas convidados estão a dupla Anavitória e a sertaneja Paula Fernandes, todas fazendo os seus respectivos números diretamente de casa. Outros famosos também mandarão os seus recados através de videoconferência ou vídeos pré-gravados. Integrante do grupo de risco, Silvio Santos não deve comparecer presencialmente no evento deste ano.
Outra mudança significativa nesta edição, também causada pela pandemia, é o fato que desta vez não haverá uma meta a ser atingida em número de doações. “Vamos lutar o máximo que for possível para conseguir doações. Este é um ano desafiador para todos nós, mas estamos contentes, mesmo diante das adversidades, em poder realizar um ‘Teleton’ tão especial, utilizando tecnologias e plataformas que temos disponíveis“, ponderou Valdesir Galvan, CEO da AACD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário