Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

6 dicas fáceis que vão melhorar a pele do seu gato

 


Fornecido por Pet é Pop

Problemas na pele do seu gato podem estar associados à alguma complicação mais grave, de acordo com especialistas. Se seu gato está arrancando o pelo ou coçando com força o rosto e os ombros, pode ser problemas com parasitas ou alergias, por exemplo.

O diagnóstico e tratamento correto sempre deve ser realizado pelo seu veterinário, mas tem algumas coisas simples que você pode fazer para melhorar a saúde da pele do seu gato.

Confira:

1- Crie uma dieta com nutrientes essenciais

Alimentar o seu gato com uma dieta balanceada e completa é essencial para a saúde do seu gato no geral, mas alguns nutrientes fazem um papel importantíssimo na saúde da pele.

Omega-6 e omega-3 são chaves para uma pele boa, de acordo com especialistas. O omega-6 pode ser encontrado em óleos vegetais e gorduras animais. Já o omega-3, que ajuda a manter uma barreira de hidratação na pele e tem uma ação anti-inflamatória, pode ser encontrado em óleos de peixe e sementes de linhaça.

2- Considere usar suplementos

Se você está alimentando seu gato com uma dieta balanceada, ele já deverá estar recebendo a quantidade correta de nutrientes. Mas, em alguns casos, a suplementação pode ser benéfica.

Se seu gato está com a pele seca, por exemplo, a suplementação com ácidos graxos pode ajudar. Além disso, a coceira na pele pode ser resolvida pelos suplementos de omega-3, por sua ação anti-inflamatória.

Lembre-se: antes de iniciar o uso de qualquer suplemento, entre em contato com o seu veterinário, para evitar complicações com superdosagem. Por exemplo, alguns suplementos de óleos de peixe contém muita vitamina D, que podem causar problemas sérios relacionados à toxicidade.

3- Invista em boa prevenção contra pulgas e carrapatos

Para aliviar as coceiras, os gatos podem coçar a pele com muita força, causando feridas e perda de pelo na região. Pulgas e carrapatos costumam ser algumas das razões para isso.

A recomendação é uma consulta com o veterinário, para uma prescrição de medicamento adequado, e evitar usar no gato formulações elaboradas para cães.

4- Pratique bons hábitos de higiene

Escovar seu gato pode impedir a formação de nós. Além de desconforto, os emaranhados podem causar infecções de pele e perda de pelo.

Além disso, escovar o pelo do seu gato ajuda a redistribuir os óleos naturais, dando mais brilho ao pelo.

5- Dê banho no seu gato

Na maioria dos casos, não é necessário usar shampoo no seu gato, porque ele mesmo pratica atos de auto higiene. Mas, se seu gato estiver sujo e realmente precisando de um banho, especialistas alertam para usar um shampoo específico para gatos.

Caso ele não seja cooperativo, usar um pano úmido ajuda a remover os possíveis agentes alérgicos do pelo e da pele do seu pet, como mofo, poeira, pólen e restos de grama, por exemplo.

6- Fique atento aos níveis de estresse do seu gato

Se seu gato está se lambendo mais do que o normal, isso pode causar perda de pelo, também conhecida como alopecia. Quando seu veterinário determina que a causa disso é fisiológica e não física, a condição é chamada de alopecia psicogênica.

Os especialistas afirmam que essa compulsão por lamber os pelos é um reflexo comum de estresse, uma forma de distração e alívio do sentimento. Não deve ser confundido com atos de higiene comum dos gatos, pois é excessivo e pode causar ferimentos na pele.

Os donos devem ter cautela com essa condição, pois, além da perda de pelo, os picos de estresse podem desencadear doenças graves, como a doença do trato urinário inferior de felino (DTUIF).

A sugestão dos especialistas para melhorar este quadro é interagir com seu gato o máximo possível, como carinhos e brincadeiras. Quando seu gato está sozinho, alguns brinquedos que soltam comida podem ser uma boa forma de distração.

O post 6 dicas fáceis que vão melhorar a pele do seu gato apareceu primeiro em Pet é pop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário