Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

Covid-19: região tem pelo menos 826 casos ativos



Foto: Arquivo:

Para chegar ao número, é preciso descartar, do total de confirmações, os curados e as pessoas que evoluíram a óbito
REGIÃO - THIAGO MORELLO / O Imparcial de presidente Prudente
Entender como funciona e qual a quantidade de casos ativos da Covid-19 é um indicador importante para verificar se a pandemia está ganhando ou perdendo força. Na região de Presidente Prudente, por exemplo, até o início da manhã de hoje, haviam pelo menos 826 deles, considerando as 53 cidades que compõem o entorno.
Para explicar, melhor, é possível chegar a esse número ao fazer a seguinte conta: do total de confirmações da doença, subtrai-se os óbitos e os recuperados. Na região, esse número fica assim: 13.096 registros positivos (desde início da pandemia) menos os 11.914 em status de cura e as 356 mortes, o que dá o total de 826, mencionado anteriormente.
Comparado à semana anterior, quando haviam 932 casos ativos na região -ao fazer a mesma conta- é possível verificar que a variação foi negativa, isto é, houve uma desaceleração.
É importante entender, nessa equação, o que é considerado um caso recuperado. Em via de regra, as autoridades de saúde frisam que entra nessa status aquele que pegou o vírus e, após 14 dias (tempo de incubação do Sars-CoV-2), logicamente, não morreu ou não esteja necessitado de atendimento médico, em vista das complicações da doença.
NOVOS CASOS NA REGIÃO
Até o início da tarde de hoje, mais 24 casos da doença foram identificados. Em Caiuá, Emilianópolis e Inúbia Paulista, as prefeituras informaram mais um caso cada. Já em Rosana, foram três. Assim como em Pacaembu houve mais cinco registro positivos; em Narandiba mais seis; e Santo Anastácio mais sete. As cidades atualizaram o boletim epidemiológico na sexta-feira de noite, após o fechamento da edição de ontem do jornal O Imparcial.
Com isso, o quadro regional está da seguinte forma: 13.096 casos confirmados, sendo 11.914 recuperados (90,97%) e 356 óbitos (2,72%); 2.318 suspeitos, com duas mortes em investigação; e 32.906 descartes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário