Páginas

Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

 

Criança cai do quarto andar de prédio e pai e madrasta são presos

A menina fraturou o fêmur, mas seu quadro clínico é estável


Divulgação
POR IG

Porto Velho - Uma menina de 4 anos caiu do quarto andar de um dos blocos do condomínio Orgulho do Madeira, em Porto Velho (RO). O pai e a madrasta da criança foram presos por abandono de incapaz. A menina segue internada e o quadro clínico dela é estável. 

O acidente ocorreu na madrugada desta segunda-feira (26) e a criança foi internada no Hospital e Pronto Socorro João Paulo II. De acordo com o portal, a polícia se deslocou ao local e encontrou apenas o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A criança foi levada por populares à uma unidade de saúde da capital antes da chegada da equipe.

Na unidade, os policiais conversaram com o pai da menina. Ele contou que estava no bloco em frente ao seu e, em dado momento, pediu que sua esposa, madrasta da criança, fosse checar como ela estava, já que dormia sozinha no apartamento. Alguns minutos depois, a mulher o informou que a criança de apenas 4 anos havia caído da janela.

Em seguida, o homem pegou a filha e a levou à unidade de atendimento, com a ajuda de um vizinho. A mãe da menina também foi à UPA, que acompanhou a transferência da criança até o hospital no qual está internada no momento.

A pedido da polícia, o pai da menina voltou ao apartamento. Na ocasião, a madrasta relatou que eles estavam com alguns amigos no outro bloco e, assim que foi verificar como a criança estava, notou que ela não se encontrava na cama. Depois de ir à cozinha e procurar pela enteada, percebeu uma cadeira perto da janela, que estava aberta. A mulher disse que, em seguida, correu para fora e encontrou a criança caída no chão. Ela contou ter chamado o marido, que, então, a levou à UPA. 

Abandono de incapaz

Ambos receberam voz de prisão por abandono de incapaz e foram encaminhados à Central de Flagrantes da cidade. Por meio de assessoria, a Polícia Civil informou que os dois foram transferidos ao presídio estadual por determinação do delegado à frente do caso, Glauco de Paulo Souza.

Ainda segundo a corporação, a criança acabou fraturando o fêmur. A Sesau informou que ela segue internada no João Paulo II, mas será transferida ao Hospital Infantil Cosme e Damião para dar continuidade ao tratamento. O quadro clínico dela é estável.



Nenhum comentário:

Postar um comentário