Páginas

Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Polícia Militar localiza tijolo de maconha em congelador e prende mulher por tráfico de drogas

Foto: Polícia Militar
Conforme a PM, ela disse que não sabia da existência do entorpecente, pois não cozinhava e nem abria o compartimento da geladeira. Ocorrência foi registrada em Presidente Prudente.
Por G1 Presidente Prudente
Uma mulher de 24 anos foi presa em flagrante por tráfico de drogas na tarde desta terça-feira (27), no Jardim Morada do Sol, em Presidente Prudente. Segundo a Polícia Militar, em sua casa foram apreendidos porções de maconha e materiais para embalar entorpecente para venda.
Segundo o Boletim de Ocorrência, a equipe da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) recebeu uma denúncia de tráfico de drogas em uma casa. Na residência, os policiais foram atendidos pela mulher de 24 anos. Ela negou a venda de entorpecentes e permitiu a entrada da PM.
Durante a revista, foi localizada uma porção pequena de maconha em cima da mesa da cozinha. A mulher negou ser a dona da droga e disse que era de seu amásio, que seria usuário de entorpecentes.
Os policiais continuaram com as buscas e encontraram diversos saquinhos usados para embalar drogas. O material estava na cômoda do quarto do casal e, conforme a polícia, era "idêntico" ao usado para embalar a porção que estava na mesa da cozinha.
No congelador da geladeira, "de forma bem visível", a Polícia Militar encontrou um pedaço de tijolo grande de maconha. Questionada, a mulher disse que "nem sabia que estava lá, pois ela não cozinhava e nem abria o congelador".
Uma equipe policial também foi até o local de trabalho do companheiro da mulher, mas ele não foi encontrado.
Consta no Boletim de Ocorrência que, diante da denúncia recebida, da quantidade de maconha localizada e as embalagens, a Polícia Militar deu voz de prisão em flagrante por tráfico e associação ao tráfico de drogas para a mulher.
Ela foi levada junto com o material para a Delegacia Participativa, onde o delegado de plantão ratificou a prisão. Não foi arbitrada fiança e a indiciada permaneceu à disposição da Justiça.
O caso também foi encaminhado para a Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) para que as investigações tenham prosseguimento.
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário