Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 4 de outubro de 2020

 

Santos visita Goiás disposto a pôr fim a série de empates

Peixe almeja subir na tabela e chegar embalado no clássico


Ivan Storti/Santos

Kaio Jorge está em boa fase e confirmado no comando do ataque do Santos

São nove jogos de invencibilidade, mas uma incômoda distância para o líder Atlético-MG de sete pontos. O Santos quer acabar com a série de três empates no Campeonato Brasileiro, às 18h15 deste domingo (4), diante do Goiás, em Goiânia, para subir na tabela e chegar embalado no clássico.

O Santos tinha tudo para estar disputando a liderança do Brasileirão neste domingo. Mas os três empates seguidos, sendo dois em casa e um no qual dominou o Botafogo do começo ao fim, fizeram o time desperdiçar pontos preciosos. Poderia estar somente um atrás dos mineiros.

Não vacilar atrás e ser efetivo na frente será necessário para o time não perder o embalo antes de encarar o Corinthians, na Neo Química Arena, na quarta-feira (7).

O técnico Cuca avisou antes do jogo com o Olimpia que "usaria todo o elenco" após a classificação na Libertadores. Não queria "estourar" peças importantes, mas não teve tempo hábil. O meia Carlos Sánchez rompeu os ligamentos do joelho no melhor jogo dele na retomada do futebol, após a paralisação causada pela pandemia, e passará por cirurgia.

Para evitar mais perdas, Cuca deve dar descanso a alguns titulares em Goiânia. O zagueiro Lucas Veríssimo, que está nos planos do Porto, por exemplo, é desfalque certo. Recuperando-se de edema na panturrilha esquerda, ele não viajou para Goiânia, onde os demais companheiros estão desde sexta-feira (2), em escala direta vinda do Paraguai.

Será preservado para o clássico. Outros titulares, casos dos laterais Pará e Felipe Jonatan, do atacante Soteldo e o astro Marinho, também podem ganhar um descanso.

Com boas apresentações fora de casa, a ordem é manter o padrão e não deixar os líderes dispararem. Kaio Jorge desencantou na rodada passada e todos apostam que o centroavante pode deslanchar.

GOIÁS

O técnico Enderson Moreira fará sua estreia no comando do Goiás na partida contra o Santos. Ele será a principal novidade da equipe esmeraldina, na vaga deixada por Thiago Larghi. O treinador escondeu o treino, mas indicou que mexeria pouco na equipe neste primeiro momento.

"A gente precisa extrair o máximo de cada atleta, é nossa função e de todo o departamento físico, técnico e de quem trabalha com futebol. Temos que fazer com que o atleta se sinta bem preparado, tem muito jogador que às vezes está desmotivado, mas temos que tentar resgatá-lo", disse Enderson Moreira.

O treinador deve apostar em jogadores experientes, como o lateral Edilson, o volante Sandro e o atacante Rafael Moura. Outros podem aparecer entre os titulares, a exemplo de Douglas Baggio e Ignacio Jara. A confirmação ocorrerá apenas minutos antes de a bola rolar.

O Goiás está na lanterna, com nove pontos. A vitória acaba sendo obrigação para o time tentar deixar a zona da degola.

 

Raniel é internado com trombose

Raniel, do Santos, foi internado em Goiânia, com trombose venosa profunda (TVP) na perna direita. Ele será transferido em voo para São Paulo.

O inchaço na perna do atacante foi o alerta. Após o diagnóstico, Raniel foi internado, tomou anticoagulante e não tem prazo definido pelo departamento médico para voltar a atuar. Haverá a avaliação completa para saber se o "entupimento" está em outros locais do corpo.

Alguns fatores podem ter colaborado para o quadro de Raniel, como as horas de viagem - o Santos fez nove jogos e teve cinco deslocamentos aéreos, dois internacionais, em um mês.

No Paraguai, o calor foi de cerca de 40 graus durante todo o tempo de preparação para enfrentar o Olimpia. A desidratação é outro agravante. E há também o caso recente de Covid-19 no atleta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário