Páginas

Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Sem energia elétrica e sistema de ventilação, cerca de 6 mil aves morrem por causa do forte calor em granja em Adamantina


Foto: Eriston Bellusci/Cedida

De acordo com o proprietário, foram quase 5 horas sem o funcionamento dos equipamentos, na tarde desta quarta-feira (30).
Por G1 Presidente Prudente e TV Fronteira
Cerca de 6 mil aves morreram em uma granja localizada no bairro rural Córrego Oriente, em Adamantina (SP), nesta quarta-feira (30). De acordo com o proprietário, Eriston Bellusci, por volta das 12h30 houve a interrupção no fornecimento de energia elétrica, o que fez com que o local ficasse sem o sistema de ventilação, e as aves morreram por causa do calor. O prejuízo ainda está sendo estimado.
Ainda de acordo com o proprietário, o plantel era formado por 10 mil animais. O galpão é refrigerado por um sistema de ventilação mecânica e de dispersão de gotículas de água. Sem o funcionamento dos equipamentos, as aves não suportaram as altas temperaturas.
Bellusci afirmou que a energia elétrica só voltou por volta das 17h. As aves mortas foram retiradas e levadas para uma graxaria. Além dos animais mortos, ele informou que houve a perda de aproximadamente 500 litros de leite, que estavam armazenados em um tanque que também necessita de energia elétrica para a refrigeração.
De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura mais alta registrada nesta quarta-feira (30) em Dracena (SP), que é o ponto de captação de informações mais próximo de Adamantina, foi de 41,5º C, às 15h.
Em nota à TV Fronteira, a empresa Energisa, que é a concessionária responsável pela distribuição de eletricidade em Adamantina, informou que a falta de energia que atingiu parte da área rural da cidade afetou 1.481 clientes, na tarde desta quarta-feira (30), e foi ocasionada pela queda de vegetação sobre a rede elétrica de média tensão que abastece o município, às 12h25, provocando curto-circuito e interrupção do fornecimento.
“Técnicos da empresa foram acionados e restabeleceram o fornecimento para 70% em cerca de 30 minutos. Após a realização da vistoria na rede elétrica, foram feitas manobras que possibilitaram o retorno gradual de energia para outra parte dos clientes”, salientou a concessionária.
Ainda segundo a companhia, “por conta da complexidade da ocorrência e para possibilitar o restabelecimento do fornecimento com segurança, a empresa mobilizou o emprego de equipes especializadas que trabalharam no local da ocorrência, possibilitando a normalização do fornecimento para nove clientes restantes às 16h37”.
A empresa encerrou a nota dizendo que “conta com a compreensão de todos os clientes afetados por essa ocorrência".

Nenhum comentário:

Postar um comentário