Páginas

Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de outubro de 2020

 

Sthefany Brito detalha reta final da gestação

THAYNÁ RODRIGUES

 

Sthefany Brito está com nove meses de gestação (Foto: Reprodução/Instagram)Sthefany Brito está com nove meses de gestação (Foto: Reprodução/Instagram)

 

Sthefany Brito está prestes a dar à luz Enrico, fruto de seu casamento com Igor Raschkovscky. Ao site, a atriz conta como está a expectativa para o nascimento do bebê:

— Estou ansiosa, cansada, me sinto pesando uma tonelada. Na espera de conhecer o amor da minha vida. Confesso que achava meio contraditório as mulheres que diziam amar seus filhos, mas tinham odiado ficar grávidas. Hoje entendo perfeitamente. Eu não odiei, não. Eu me sinto linda grávida, mas nem de perto foi como eu imaginei. Isso foi inesperado para mim, uma mãe de primeira viagem que sempre sonhou com este momento e sempre romantizou muito a gravidez.

A atriz, de 33 anos, conta que as dores chegaram antes do parto:

— É todo um corpo se adaptando a uma nova “estrutura” e nem sempre é fácil. Sinto dor no cóccix se fico muito tempo sentada, dor nas costas, azia. O corpo parece que pesa uma tonelada. Fora os hormônios à flor da pele. Mas, enfim, faz parte do processo mágico que é gerar uma vida. 

 

SIGA A COLUNA NAS REDES

No Twitter: @PatriciaKogut

No Instagram: @colunapatriciakogut

No Facebook: PatriciaKogutOGlobo

 

Nas redes sociais da artista, chovem relatos e perguntas sobre a gravidez. Ela conta que o contato virtual gera uma troca saudável:

— Tenho dividido minhas experiências nas redes, e as pessoas se identificam. Além de me aproximar de muitas mulheres, aproxima a minha gestação da maternidade real delas.

Questionada se, ao gerar uma vida, a atriz enxerga uma nova potência, ela se diverte:

— Confesso que nesta reta final não estou nem enxergando meu umbigo. Ando bem cansada (risos)! Mas a sensação de gerar uma vida é de um poder absurdo! Às vezes, quando estou meio para baixo, desanimada, eu penso: “Tem noção que tem um ser humano crescendo dentro de você?”. Posso estar enganada, mas acho que essa sensação de potência feminina vai vir na hora do parto, quando eu tiver meu filho nos braços. Aí acho que o mundo pode desabar na minha cabeça que nada mais importará além dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário