Páginas

Pesquisar este blog

sábado, 7 de novembro de 2020

A dor e a delícia de usar máscara

 

SementsovaLesia/iStock


Aprendi que existem dores e delícias de usar máscara.

Claro, ninguém esperava uma pandemia de um vírus que nos fizesse usar máscaras em 2020.

E que a gente ia suar no buço e ter falta de ar.

Se bem que, quando eu lembrei que os EUA ainda votam de papelzinho, eu entendi que o atraso pode ser global.

Mas, com o passar do tempo, a gente aprende que certas coisas podem ser ruins – e de fato, são – mas também pode ter um outro lado bem interessante.

Outro dia, fui comprar um remédio para minha mãe, que estava com o nariz entupido.

O nome do remédio era Afrin. Eu não estava encontrando em nenhuma farmácia.

Então, a mocinha veio me perguntar se eu queria alguma ajuda e eu disse:

-- Sim, o Afrin.

E, por debaixo da máscara, pude sentir sua expressão confusa, como se eu dissesse que queria uma carreira média de cocaína.

Então, ela perguntou:

-- érfrai?

Sim, ela perguntou se o produto para o nariz se chamava Air Fryer.

Eu tive que soletrar o remédio, que provavelmente ela não conhecia.

Mas eu percebi, então, que as pessoas não escutam direito com a máscara.

É sério.

Os olhos precisam ler a boca para o entendimento ser perfeito.

E para não acontecer de, quando eu pedir um remédio para o nariz, comprar uma fritadeira elétrica por R$9,90.

Por outro lado, usar máscara deixou o flerte muito mais intenso.

O que me fez pensar que se o flerte for algo permitido nos países em que mulheres usam burca (não deve ser, mas algumas devem arriscar), deve ser um show de piscadelas, olhos sorridentes e olhares intensos.

Eu me percebi muito mais propensa a flertar de máscara do que sem máscara.

Porque há um certo mistério no rosto todo não ser revelado.

Então, estou flertativa.

Me sinto uma devassa mascarada e frenética da flertação.

A ponto de flertar na rua,

No metrô,

Na fila da votação nem preciso dizer.

Não sei o que está acontecendo.

Só sei que usar máscara pode te fazer chegar em casa com um crush novo e batatas fritas quentinhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário