Páginas

Pesquisar este blog

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Cuide dos seus dentes! Saiba o que é mito e verdade para um sorriso mais bonito

 


Getty Images


Muita gente investe em tratamentos estéticos para cuidar da beleza, inclusive do sorriso. Não à toa, as lentes de contato dental viraram uma febre na busca por dentes perfeitos. Acontece que, antes dos procedimentos, a higienização e os cuidados diários são as etapas que irão garantir uma boa saúde bucal. Para te ajudar a saber o que é mito e o que é verdade quando se trata de dentes, a especialista Kamila Godoy tem as dicas. Saiba mais!

1 - O BICARBONATO DE SÓDIO PODE SER USADO PARA CLAREAR OS DENTES?

Nem pensar! De acordo com a dentista, além de ser muito abrasivo, o produto pode provocar desgaste no esmalte dos dentes. Então, nada de se aventurar em casa para ficar com os dentes mais brancos com o bicarbonato!

"Ele só pode ser utilizado pelo dentista, com o objetivo de realizar uma limpeza nas superfícies dos dentes, e com uma quantidade que apenas o especialista sabe dosar".

2 - NEM SEMPRE O DENTE SISO PRECISA SER RETIRADO

Isso é verdade! Como os sisos podem causar alguns incômodos, muita gente acredita que eles precisam ser extraídos assim que nascem, mas nem sempre é necessário. "Se eles não prejudicam o paciente e sua arcada dentária, não há motivos para se submeterem a uma cirurgia".

Em caso de disfunção do movimento do dente, vale checar o que está acontecendo. "Se o siso ficar preso no osso ou parar a erupção, pode ocorrer o que chamamos de 'quadro de dente irrompido', sendo necessário o acompanhamento com um profissional especializado".

3 - É MITO: CHICLETE SEM AÇÚCAR É BOM CONTRA CÁRIES

Quem já teve cárie sabe que não é nada fácil, muitas vezes provocada por falta de higienização ou uso incorreto de escova e fio dental. Mas não é o chiclete sem açúcar que irá resolver o seu problema! "O chiclete sem açúcar está longe de ter essa função, ainda que não cause cáries. Pior: a mastigação constante de chiclete pode levar a uma fadiga nos músculos de abertura e fechamento da boca, gerando problemas na articulação têmporo-mandibular (ATM) e originando ou acentuando o bruxismo".


4 - NÃO SUBSTITUA A ESCOVAÇÃO PELO ENXAGUANTE BUCAL

O enxaguante bucal é um complemento na hora de manter os limpos, mas não deve ser usado como substituto da escovação. "Ele é ótimo para quem tem um índice significativo de lesões cariosas, alterações hereditárias de esmalte ou sensibilidade dentária, além de auxiliarem contra a perda mineral dos dentes. Mas seu uso exige indicação e orientação, pois pode provocar manchas de fluorose, principalmente em crianças, ou até toxicidade", pontua Kamila. Pode ser usado até duas vezes ao dia, depois que passar o fio dental e escovar os dentes, combinado?

5 - ESCOVAS COM CERDAS MACIAS SÃO AS MAIS INDICADAS

É mito achar que escovas com cerdas duras são as que limpam melhor. Na hora de escovar os dentes, a dentista indica as que tem cerdas macias ou ultramacias, e com a cabeça pequena. Assim você massageia a gengiva sem agredi-la e nem desgasta seu esmalte.

"Além de dentes e gengiva, vale lembrar a importância de escovar também a língua e os tecidos próximos, já que nessas regiões há grande concentração de bactérias que causam o mau hálito", ressalta a dentista.

4 - NÃO SUBSTITUA A ESCOVAÇÃO PELO ENXAGUANTE BUCAL

O enxaguante bucal é um complemento na hora de manter os limpos, mas não deve ser usado como substituto da escovação. "Ele é ótimo para quem tem um índice significativo de lesões cariosas, alterações hereditárias de esmalte ou sensibilidade dentária, além de auxiliarem contra a perda mineral dos dentes. Mas seu uso exige indicação e orientação, pois pode provocar manchas de fluorose, principalmente em crianças, ou até toxicidade", pontua Kamila. Pode ser usado até duas vezes ao dia, depois que passar o fio dental e escovar os dentes, combinado?

5 - ESCOVAS COM CERDAS MACIAS SÃO AS MAIS INDICADAS

É mito achar que escovas com cerdas duras são as que limpam melhor. Na hora de escovar os dentes, a dentista indica as que tem cerdas macias ou ultramacias, e com a cabeça pequena. Assim você massageia a gengiva sem agredi-la e nem desgasta seu esmalte.

"Além de dentes e gengiva, vale lembrar a importância de escovar também a língua e os tecidos próximos, já que nessas regiões há grande concentração de bactérias que causam o mau hálito", ressalta a dentista.

fonte:purepeople.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário