Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 22 de novembro de 2020

Grêmio Prudente atropela Andradina fora de casa, no jogo de ida das oitavas, e fica muito perto das quartas de final

Camacho escorou de costas para o gol e abriu o placar (Foto: FPF TV / MyCujoo / Reprodução)

Camacho, Madalena, Luquinha e Wallace balançam as redes; gremistas podem perder confronto de volta, no Prudentão, na quarta-feira, por até quatro gols de diferença que mesmo assim avançam na Segundona do Paulista
Uma nova fase, mata-mata, com confrontos mais difíceis, equilibrados... Pera, pera, pera. Não teve nada disso no Estádio Municipal Evandro Brembatti Calvoso. A fase até era nova mesmo – oitavas de final –, mas o futebol do Grêmio Prudente fez o prognóstico cair por terra. Nada de duelo igual. Foi de um time só! O clube prudentino manteve o embalo da primeira fase, não tomou conhecimento e, mesmo fora de casa, aplicou 4 a 0 no Andradina. As quartas de final do Campeonato Paulista da Segunda Divisão – quarto patamar estadual – estão muito próximas do clube prudentino. O jogo de ida foi realizado na tarde deste sábado (21).
O cardápio foi vasto. O primeiro saiu aos 31 da etapa inicial. E era bastante buscado. O centroavante Camacho desencantou, após passar sete partidas em branco, cinco delas como titular. O fim da zica foi assim: Luquinha cobrou escanteio no primeiro pau, e a zaga cortou. Luquinha ficou com a bola de novo, cruzou no segundo pau, Matheus Felipe cabeceou para o meio da área, e o camisa 9, de costas para o gol, tocou com o lado do pé. A bola ainda bateu na trave e morreu no fundo das redes.
Jogo das 4 diferenças
Embora o placar não mostre, o Foguete teve, sim, chances na partida. Inclusive, a primeira foi da equipe da casa. Aos 17, Sassá apareceu livre no meio da área, recebeu na cabeça o cruzamento de Lucas Matos e não pegou em cheio. Aqui aparece uma diferença entre os times neste sábado: a efetividade. Na primeira chance gremista, saiu o gol. Segunda diferença: saber sofrer. Quando precisou se defender, os prudentinos fizeram isso bem. No começo da etapa complementar, o Andradina pressionou, nos chutes de Lucas Matos e nos cruzamentos de Vagalume. Matheus Jesus, Kadu, Matheus Felipe, Maninho, Garagau e companhia fecharam a casinha e suportaram a pressão. Terceira diferença: o banco de reservas. Ademir Fesan mexeu em meio à pressão, e Madalena respondeu. Entrou e fez um gol que trouxe alívio aos visitantes. O 2 a 0 fez o Foguete morrer na partida. E o Grêmio se encher de moral. Quarta diferença: o coletivo. Na base da troca de passes, os prudentinos aproveitaram os muitos espaços que apareceram com os donos da casa pregados e entraram bastante na área adversária. Sofreram dois pênaltis. E deram números finais ao confronto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário