Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Pets também sentem calor: cuide bem dos bichinhos!


PRUDENTE - OSLAINE SILVA de O Imparcial de Presidente Prudente
Apesar de o calor ter dado uma amenizada em relação aos últimos dias, o clima ainda continua quente na região de Presidente Prudente. Nós, humanos, sempre encontramos uma alternativa para aliviar os efeitos das altas temperaturas, mas e em relação aos animais de estimação? Pelo fato deles não apresentarem glândulas sudoríparas para liberação do calor, necessitam de alternativas para ajudar a diminuir a temperatura de seus corpos. Quais cuidados são necessários para o bem-estar dos pets? O médico de bichinhos, Emerson Luiz Ribas, do Hospital Veterinário São Manoel, expõe que os animaizinhos também sofrem com o calor, que pode deixá-los doentes com hipertensão, cardiopatias, por exemplo, que podem levá-los à morte.
Por isso, segundo ele, é importante mantê-los sempre em local fresco, evitar passeios nos horários de pico do calor, principalmente para evitar queimaduras nas patinhas, espalhar vários potes de água pela casa, para que se hidratem e não passem sede, colocar pedrinhas de gelo na água e trocar constantemente essa água.
“Umidificador e ar-condicionado ajudam muito! É bom intensificar os banhos também. Quanto aos passeios, procurar fazer nos primeiros horários do dia ou à noite. Evitar muito estresse ao animal! Importante fazer check-up periódico em animais de meia idade para cima. Ah, particularmente, eu não recomendo frutas e nem sorvetes. Uma alimentação balanceada com ração é ideal”, frisa o médico veterinário.
Muitas pessoas dizem que animais com pelagem escura e mais peludos sentem mais calor. Por isso acabam optando por tosar os bichinhos. De acordo com Emerson, há muita controvérsia a esse respeito. “Alguns pets têm seus pelos como termorreguladores, que controlam tanto o frio quanto o calor. Pode sim tosar, tanto gatos quanto cachorros, mas é preciso tomar muito cuidado. Existem algumas raças, por exemplo, como o chow-chow e o spitz alemão, que se tosados corre-se o risco de seus pelos não nascerem mais. Então, existem algumas particularidades”, orienta o médico veterinário.
Veterinário não recomenda frutas nem sorvetes: “uma alimentação balanceada com ração é ideal”

Nenhum comentário:

Postar um comentário