Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

TCU aponta oito candidatos a vereador de PP que receberam auxílio emergencial indevidamente

Uma das postulantes ao Legislativo tem R$ 1,22 milhão declarado em seu nome, mas solicitou benefício e ganhou parcela no valor de R$ 600
PRUDENTE - DA REDAÇÃO de O Imparcial de Presidente Prudente
Oito candidatos a vereador de Presidente Prudente que declararam patrimônio igual ou superior a R$ 300 mil receberam alguma parcela do auxílio emergencial até julho de 2020, de acordo com lista produzida pelo TCU (Tribunal de Contas da União). Uma postulante com R$ 1,22 milhão declarado em seu nome chegou a receber parcela no valor de R$ 600. Ela teve o benefício cortado após decisão do órgão.
Na sequência, aparecem candidatos ao Legislativo com bens declarados entre R$ 324 mil e R$ 645 mil. Entre eles, estão cinco homens e duas mulheres. Cinco receberam auxílio residual de R$ 300, enquanto outros dois receberam o benefício emergencial de R$ 600. Apenas um deles teve o pagamento interrompido antes da decisão do TCU.
Todos eles, incluindo a candidata milionária, solicitaram o benefício no aplicativo da Caixa.
O TCU lembra que "tais casos demonstram potenciais integrantes do rol de inclusões indevidas do benefício, uma vez que os indícios apontam renda incompatível com as regras do programa".
A lista completa com os nomes dos candidatos e CPFs parcialmente suprimidos estão disponíveis neste link.

Nenhum comentário:

Postar um comentário