Páginas

Pesquisar este blog

sábado, 19 de dezembro de 2020

 Ministério Público pede para o governo de SP adiar saída de 33 mil presos no fim de ano devido à pandemia

A imagem pode conter: céu, árvore, atividades ao ar livre e natureza


Por: Portal Bueno
O Ministério Público de São Paulo enviou um ofício ao gabinete do governador, João Doria (PSDB), à Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) e ao o Centro de Contingência Covid-19 solicitando que o governo paulista adie a saída temporária de fim de ano de 33 mil presos no estado.
Segundo o pedido, enviado pelo promotor Arthur Pinto Filho, da Promotoria de Justiça de Direitos Humanos e Saúde Pública, o governo tem 48 horas para responder sobre a possibilidade de adiar a saída temporária dos detentos devido ao risco de propagação do coronavírus.
O MP teme que os detentos possam contrair a doença e, ao retornarem aos presídios, ocorrer uma grande propagação da Covid no sistema penitenciário.
A saída dos detentos neste fim de ano, para festas com a família, é concedida apenas a alguns detentos, autorizados pela Justiça, e ocorrerá no período de 22 de dezembro a 5 de janeiro de 2021.
"Durante este período, eles não terão quaisquer restrições, salvo as orientações gerais das autoridades", afirmou o promotor na nota enviado ao governo.
"Certo que alguns libertos tomarão as cautelas devidas mas outros, infelizmente, não tomarão os cuidados necessários para evitar que se contagiem", escreveu o promotor no pedido enviado ao governo.
O G1 pediu posição da SAP e do governo do estado sobre o pedido da promotoria e aguarda retorno.
As informações são do G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário