Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

 

No Natal, padre italiano incentiva fiéis a beberem vinho: 'Sinal de vida eterna'

Por: Louise Queiroga 
Homilia do padre italiano Pietro Cesena repercutiu nas redes
Homilia do padre italiano Pietro Cesena repercutiu nas redes Foto: Reprodução

 Foto: Reprodução

homilia de um padre italiano na missa de Natal tem repercutido nas redes sociais com o vídeo que mostra Pietro Cesena incentivando os fiéis a beberem vinho, enquanto diz que aqueles que não consomem a bebida não vão para o céu após a morte. Ele foi aplaudido pelos presentes, que também riram.

"Hoje convido-vos a comer bem e a beber fartamente, mas não a Coca-Cola! Vinho bom, porque o vinho é sinal de vida eterna! No céu, meus irmãos, os abstêmios não poderão entrar, porque o vinho se bebe", disse o pároco de Santi Angeli Custodi em Piacenza, na região da Emília-Romanha.

Internautas deixaram suas impressões sobre a fala do padre, com alguns entrando na brincadeira e outros criticando-o:

"Um padre disse que 'No paraíso se bebe vinho' e mandou o povo beber. Brincava com um amigo abstêmio. A mensagem era festejar o Natal", postou um usuário do Twitter.

"Se ele falou, quem sou eu pra discordar?", comentou outro, sendo respondido por um seguidor: "Então eu tô salvo", seguido de risadas.

"Inaceitavel... Ele deveria respeitar quem frequenta seu culto e não bebe álcool", afirmou mais um usuário.

"Acho que o sujeito tá fazendo de um vício pessoal uma manipulação aos pobres frequentadores de seu culto", disse outro internauta, que também recebeu uma resposta: "Aí é sua opinião né amigo? A questão é saber beber, até porque, vinhos a gente aprecia e não bebe pra se embriagar... eu ganhei esses vinhos dos padres que são meus amigos, pois eles sabem que eu sei beber vinho, que sou uma apreciadora. Além de ser super saudável!".

De acordo com a imprensa local, essa não é a primeira polêmica em que Cesena se envolve. Ele já foi multado em 400 euros (cerca de R$ 2,5 mil) no mês de abril por ter celebrado uma missa com a presença de fiéis enquanto havia um decreto que impedia aglomeração devido à pandemia da Covid-19, que impactou bastante a Itália.

fonte:extra.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário