Páginas

Pesquisar este blog

domingo, 27 de dezembro de 2020

 

Pai relata luta da filha, que teve câncer confundido com virose: ''Eu só chorava''

Diagnóstico equivocado de uma simples virose se transformou na descoberta de um sério tumor cerebral; veja sintomas

Juliana Ribeiro /Revista Ana Maria Digital

Diagnóstico equivocado de uma simples virose se transformou na descoberta de um sério tumor cerebral; veja sintomas
Laura passou por cirurgia dois meses após a descoberta da doença - Arquivo Pessoal

O que fazer quando o diagnóstico equivocado de uma simples virose se transforma na descoberta de um sério tumor cerebral? Foi exatamente isso que aconteceu na vida de Laura, de apenas sete anos. 

A real situação da menina, que mora em Macapá, capital do Amapá, deixou seus pais bastante preocupados. Tanto que, ao ser informado do estado de saúde da filha, o professor Rafael Gomes entrou em desespero. 

"Fiquei uma semana praticamente em estado vegetativo em casa. Eu só chorava, eu não comia, não conseguia mais trabalhar, fui afastado do meu emprego", relata o pai da criança.

Segundo o educador, naquele momento, ele só pensava que poderia perder a menina, não conseguindo imaginar nada de bom. "Quem está de fora, fala: 'vamos pensar positivo', mas é difícil. Para quem está dentro do problema, é muito complicado. Até porque os médicos só falavam pra gente coisas ruins", completa.  

ATENÇÃO AOS SINAIS
A suspeita de que Laura tinha algo além de uma virose começou em novembro de 2018, com os primeiros sintomas físicos, dentre eles, um dos pezinhos da menina, que começou a entortar. O pai da criança conta que ela, inclusive, chegou a ser desenganada na cidade em que moram.  

Segundo o médico Gustavo Simiano Jung, especialista em Neurocirurgia do Instituto de Neurologia e Cardiologia de Curitiba (INC), os sintomas relacionados aos tumores cerebrais estão associados à localização e ao tamanho deles. 

Arte: Juliana Ribeiro/ AnaMaria Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário