Páginas

Pesquisar este blog

05/01/21

Beneficiado com 'saidinha' é preso por importunação sexual na Vila Marcondes


Foto: Arquivo/Roberto Kawasaki

Na delegacia, foi agredido com um tapa na boca por outro preso que o acusou de “Jack” – que faz referência a quem comete estupro.
PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI de O Imparcial de Presidente Prudente
Na manhã de ontem, a Polícia Militar prendeu um homem de 49 anos por importunação sexual, em Presidente Prudente. O indivíduo, beneficiado com a saída temporária de fim de ano, também foi agredido por outro preso enquanto aguardava os procedimentos na delegacia.
O crime ocorreu na Rua Sargento Firmino Leão, Vila Marcondes, e vitimou uma mulher de 57 anos. Ela relatou aos militares que caminhava pela via nas proximidades da Igreja Nossa Senhora Aparecida. Enquanto conversava ao celular, o homem se aproximou lateralmente e passou a mão sobre o seu seio.
Ainda segundo a mulher, o celular estava na mão esquerda e a bolsa do lado direito, e que o indivíduo teria passado mão no seio em que estava a alça de sua bolsa.
Conforme a Polícia Civil, ela afirmou não acreditar que o homem praticaria furto, pois no momento em que chamou sua atenção, o mesmo teria pedido desculpas em tom de ironia.
“A declarante informa que o teria xingado de nojento e louco, momento em que o rapaz teria partido em sua direção. Nesse instante, a declarante teria dito que chamaria a polícia e pediu socorro a um homem que estava na esquina e assim o fez”, explica Polícia Civil.
Saída temporária
O investigado foi abordado pelos militares na Rua Bahia. Na delegacia, ele afirmou que teve contato com a vítima, porém, negou que tivesse apalpado seus seios. O homem ainda disse que seguia para a casa da irmã, e que ao cruzar com a mulher, se aproximou para pedir dinheiro. Conforme o indivíduo, a vítima teria se assustado.
“Não sei dizer o porquê esta mulher está me acusando, isso que ela está alegando não existiu, não conheço essa mulher”, afirmou aos policiais civis.
A Polícia Civil lembra que o acusado aparentava estar sob efeito de bebida alcóolica. Enquanto esteve algemado numa das salas da delegacia, foi agredido com um tapa na boca por outro preso que o acusou de “Jack” – que faz referência a quem comete estupro.
O homem já foi preso por furto, inclusive, está de saída temporária e deveria retornar hoje ao sistema prisional. Depois de analisar os fatos, o delegado de plantão representou pela decretação da prisão preventiva do indivíduo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário