Páginas

Pesquisar este blog

terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Em um ano, inspeções contra furto e fraude constatam 218 irregularidades na rede elétrica na região de Presidente Prudente

A imagem pode conter: árvore, céu, nuvem, carro, atividades ao ar livre e natureza

Foto: Energisa/Divulgação

Total de energia recuperada na região foi de 1.044.330 quilowatt-hora. Crimes foram constatados no período de janeiro a dezembro de 2020 nos 24 municípios atendidos pela Energisa Sul-Sudeste.
Por G1 Presidente Prudente
De janeiro a dezembro de 2020 foram constatadas 218 irregularidades na rede elétrica na área de atuação da Energisa Sul-Sudeste na região de Presidente Prudente. Foram 1.404 inspeções contra furto e fraude nos 24 municípios atendidos pela distribuidora. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (5) pela distribuidora.
Já o total de energia recuperada na região foi de 1.044.330 quilowatt-hora, o que seria suficiente para abastecer 5.801 famílias pelo período de um mês, já o valor recuperado foi de pouco mais de R$ 521.840,84.
“Ao realizar um procedimento ilegal na rede elétrica a pessoa coloca a sua própria vida e a de terceiros em risco”, salientou o coordenador de Medição e Combate às Perdas de Energia, Felipe Marques Santos.
A fiscalização é uma rotina na área de concessão da distribuidora, principalmente quando as unidades consumidoras apresentam grandes variações de consumo ou denúncias são realizadas. As ações tiveram o apoio das polícias Civil e Científica e também o uso de drone.
“As complexidades dos casos fizeram que as ações fossem mais elaboradas. O drone ajudou a acompanhar a movimentação de possíveis fraudadores desfazendo as irregularidades”, explicou Santos.
O coordenador ainda destacou que “os furtos oneram a população e prejudicam o fornecimento, a arrecadação de impostos e a receita da empresa, comprometendo os investimentos na melhoria dos serviços. Empregamos tecnologia de ponta e ações coordenadas no combate das irregularidades, mas sabemos que a população tem papel fundamental nisso, denunciando pelos nossos canais de atendimento”.
Durante o ano, a empresa investiu cerca de R$ 2 milhões em tecnologia e ações para coibir os crimes nas 82 cidades que atende no interior de São Paulo, sul de Minas Gerais e Guarapuava (PR). Até o momento foram realizadas 5.761 fiscalizações e identificadas 655 irregularidades.
Crime
O furto de energia é o ato de desviar ou puxar energia da rede elétrica, sem o conhecimento e a autorização da concessionária responsável e sem qualquer tipo de registro da energia consumida. Esses são os famosos ‘gatos’ ou ligações clandestinas. Já a fraude é caracterizada por um ato intencional de manipulação nos equipamentos de medição da concessionária, com o objetivo de reduzir ou ‘zerar’ o faturamento efetivo de uma unidade de consumo.
Ambos são crimes previstos no Código Penal Brasileiro. A fraude pode ser caracterizada como estelionato e está prevista no artigo 171; o furto está previsto no artigo 155, § 3º. A pena para esses crimes variam de um a cinco anos de prisão. Além disso, são cobrados os valores retroativos referentes ao período fraudado, acrescidos de multa. Quando a fraude ou o furto são descobertos, o responsável também pode ter o seu fornecimento de energia suspenso.
A identidade de quem denuncia é mantida em total anonimato. A denúncia pode ser feita pelo Call Center 0800 70 10 326 (ligação gratuita) ou pelo site da distribuidora de energia.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas praticando esportes e atividades ao ar livre
Foto: Energisa/Divulgação
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário