Páginas

Pesquisar este blog

07/01/21

 

Foragido é achado nu por pescadores em área infestada de crocodilos após vagar por 4 dias

Por: Fernando Moreira 
Pescador encontra foragido nu na Austrália
Pescador encontra foragido nu na Austrália Foto: Reprodução/Twitter
 Foto: Reprodução/Twitter


Um foragido da Justiça foi encontrado nu no último domingo (3/1) por dois pescadores que punham armadilhas para caranguejos em um manguezal em East Point, nos arredores de Darwin (Território do Norte, Austrália). Luke Voskresensky, de 40 anos, estava agarrado a galhos de uma árvore e gritava por socorro. Não era para menos: as águas pantanosas são infestadas de crocodilos. A região é considerada um berçário de répteis.

Cam Faust, um dos pescadores, afirmou ao Channel 9 que Luke estava coberto de lama e tinha cortes e picadas de insetos espalhadas pelo corpo. Segundo o relato do fugitivo, nos quatro dias em que esteve vagando, ele sobreviveu comendo caramujos. Só não soube explicar como acabou sem roupas.

Foragido achado nu em área infestada de crocodilos

 Foto: Reprodução/Twitter
Foragido achado nu em área infestada de crocodilos Foto: Reprodução/Twitter

Pescador encontra foragido nu na Austrália

 Foto: Reprodução/Twitter
Pescador encontra foragido nu na Austrália Foto: Reprodução/Twitter

Foragido ganha short e cerveja em barco de pescadores

 Foto: Reprodução/9News
Foragido ganha short e cerveja em barco de pescadores Foto: Reprodução/9News

Luke e os seus salvadores

 Foto: Reprodução/9News
Luke e os seus salvadores Foto: Reprodução/9News

"Ele tinha feito um ninho na árvore e estava apenas a um metro acima da água. E havia crocodilos na água. Ele se virou bem para sobreviver", comentou o pescador.

Inicialmente, por causa da situação inusitada, Cam e o seu companheiro de pesca, Kev Joiner, hesitaram em trazer Luke, que eles não sabiam ser um foragido, ao barco. Acabaram cedendo. Luke ganhou o short de Cam e uma cerveja. Ela havia contado à dupla salvadora que se perdera a caminho de uma festa de réveillon.

fonte:extra.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário