Páginas

Pesquisar este blog

quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

 

Funcionária de pet shop se segura em capô de carro para impedir que ladrões levem cão de R$ 53 mil

Por: Fernando Moreira 
Funcionária de pet shop se agarra a capô de carro
Funcionária de pet shop se agarra a capô de carro Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Uma funcionária de pet shop em Harris (Texas, EUA) teve uma reação intempestiva ao ver ladrões levando um filhote de cão avaliado em R$ 53 mil da loja, especializada em raças exóticas.

Alize James se jogou no capô do carro usado na fuga. O caso ocorreu em 4 de novembro, mas só agora acabou noticiado na imprensa americana. Na terça-feira (5/1) uma mulher foi presa em conexão com o caso, contou o site "Click2Houston".

A funcionária disse que um casal entrara na loja para ver diferentes raças de cães. Eles decidiram comprar uma fêmea de buldogue avaliada em U$ 10 mil. Então, quando Alize subiu ao segundo andar para pegar a papelada para o registro do animal, o casal saiu da loja levando a filhote. Câmeras de segurança flagraram a fuga.

Então a funcionária disparou atrás deles. Ela disse que sua única preocupação era que a pequena fêmea havia feito uma cirurgia dias antes e precisava de medicação especial.

"Eu adoro todos os tipos de animais. Minha mente estava focada na saúde dela, obviamente não me importava com o meu bem-estar", comentou a americana.

Ela perseguiu o casal até o carro. Alize disse ter exigido que devolvessem o cachorro. Em vez disso, eles entraram no carro e ameaçaram atropelá-la.

Filhote de R$ 53 mil levada por ladrões no Texas

Foto: Reprodução
Filhote de R$ 53 mil levada por ladrões no Texas Foto: Reprodução

Foi quando Alize se jogou na capô e se agarrou com toda a força.

"O motorista estava dirigindo de forma imprudente e eu mal conseguia me segurar. Eu estava com muito medo", recordou a americana.

A agonia de Alize se segurando no capô durou longos 10 minutos, no quais passou por ruas e avenidas movimentadas. De repente, o motorista parou e saiu do carro. Assista:

"Aí ele me puxou pelos pés e começou a me bater", contou.

Alize tentou reagir, mas não pôde evitar a fuga.

A detida foi identificada como Royshana King, de 21 anos. O comparsa continua foragido. Não se sabe o paradeiro da buldogue.

fonte:extra.globo.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário