Páginas

Pesquisar este blog

27/01/21

 

Idosa que 'morreu de Covid-19' reaparece em asilo dez dias depois

Por: Fernando Moreira
Rogelia Blanco
Rogelia Blanco Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma família na Espanha levou um susto após uma parente, de 85 anos, reaparecer dez dias após "ter morrido de Covid-19".

Rogelia Blanco deixou todos os funcionários boquiabertos após regressar para o asilo em que vive na cidade de Xove (Galícia, Espanha).

De acordo com a versão oficial, a idosa havia sido transferida a uma clínica em Pereiro de Aguiar para atendimento especializado em 29 de dezembro. Ela faleceu no local em 13 de janeiro, vítima do coronavírus, contou reportagem de "La Voz de Galicia".

A idosa foi enterrada no dia seguinte, e a família não pôde comparecer por causa dos protocolos de segurança que visam a prevenir a propagação do coronavírus.

Para a surpresa de todos, Rogelia regressou ao asilo, após receber alta, no último sábado (23/1).

Sua família foi informada de que a mulher falecida era Concepción Arias, colega de quarto de Rogelia.

A confusão também deixou a família Arias desnorteada. O irmão de Concepción, Maximino, de 85 anos, disse ao jornal galego que havia ido para a casa de saúde no sábado acreditando que a irmã havia se recuperado da Covid-19.

"Quando cheguei lá, deram-me a notícia de que a minha irmã estava morta havia dez dias", disse ele, que agora espera autorização para a transferência do corpo à cidade natal de Concepción.

A Fundação San Rosendo, que administra o asilo, disse que a confusão de identidade aconteceu quando Rogelia e outros residentes com resultado positivo para o coronavírus foram transferidos para Pereiro de Aguiar.

fonte;https://extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário