Páginas

Pesquisar este blog

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

 

Megalodontes deram à luz filhotes de até 2 metros de comprimento, diz estudo

Por: Fernando Moreira 
No início do século passado, cientista se senta na boca reconstruída de um megalodonte
No início do século passado, cientista se senta na boca reconstruída de um megalodonte Foto: Divulgação/Granger Historical Picture Archive

Foto: Divulgação/Granger Historical Picture Archive

Enormes tubarões conhecidos como megalodontes ou megalodons, que cruzaram sem predadores os oceanos do mundo há mais de três milhões de anos, deram à luz bebês maiores do que a maioria dos humanos adultos, afirma recente estudo.

Os pesquisadores fizeram a descoberta inquietante quando radiografaram a vértebra de um megalodonte fossilizado e descobriram que ele devia ter cerca de 2 metros de comprimento quando nasceu.

Restos de megalodontes, que viveram na maior parte dos oceanos do mundo de 15 a 3,6 milhões de anos atrás, revelaram que os adultos atingiram mais de 15 metros de comprimento, mas até agora seu tamanho ao nascer não era claro.

Cartaz do filme 'Megatubarão'
Cartaz do filme 'Megatubarão' Foto: Reprodução

 Foto: Reprodução

"O novo estudo é realmente o primeiro de seu tipo para megalodonte que nos deu uma boa visão sobre seu tamanho no nascimento, modo reprodutivo e padrão de crescimento", disse Kenshu Shimada, professor de paleobiologia que liderou a pesquisa na Universidade DePaul, em Chicago (EUA).

Conhecido formalmente como Otodus megalodon, o peixe gigante está entre os maiores carnívoros da história da vida na Terra. Os cientistas descobriram muitos fósseis, mas a biologia do megalodon é mal compreendida porque os dentes geralmente são tudo que resta das criaturas cartilaginosas.

O enorme tamanho do recém-nascido sugere que, assim como algumas outras espécies de tubarão, como tubarões-brancos, debulhadores e makos, bebês megalodontes se alimentavam de ovos não eclodidos de seus irmãos no útero. A prática, conhecida como oofagia, significa que poucos filhotes sobrevivem, mas aqueles que sobrevivem são grandes e bem nutridos, e têm uma chance melhor contra predadores. Megalodons maduros se alimentavam de mamíferos marinhos como leões marinhos, golfinhos e baleias.

No início do século passado, cientista se senta na boca reconstruída de um megalodonte
No início do século passado, cientista se senta na boca reconstruída de um megalodonte Foto: Divulgação/Granger Historical Picture Archive

Foto: Divulgação/Granger Historical Picture Archive

Outro estudo recente, uma parceria da Universidade de Bristol e da Universidade de Swansea, ambas do Reino Unido, concluiu que o megalodonte tinha a cabeça medindo cerca de 4,65 metros (o comprimento médio de um tubarão-tigre adulto). A nadadeira dorsal chegava a 1,62 metro e o rabo tinha comprimento de 3,85 metros. (leia mais aqui)

fonte:extra.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário